Candidatos contam com tempo e estratégias definidas para propaganda no rádio e TV

Propaganda eleitoral gratuita começa nesta sexta-feira (26). Já nesta data tem início a divulgação dos candidatos a governo, deputado estadual e senador

Postado em: 26-08-2022 às 07h46
Por: Francisco Costa
Dos nomes ao governo de Goiás, Ronaldo Caiado tem as maiores transmissões | Foto: Caroline Pacheco

A propaganda eleitoral gratuita de rádio e televisão começa nesta sexta-feira (26). Já nesta data tem início a divulgação dos candidatos ao governo, a deputado estadual e a senador. No sábado (27), começam a passar os vídeos dos presidenciáveis e dos nomes à Câmara Federal. 

Vale citar, as propagandas de primeiro turno vão até 29 de setembro. A eleição ocorre no dia 2 de outubro. Em caso de disputa em segundo turno, estas irão de 7 a 28 de outubro – a segunda votação ocorre no dia 30 do mesmo mês. 

Em Goiás, nove nomes se colocaram na disputa ao governo. São eles: Ronaldo Caiado (União Brasil), Gustavo Mendanha (Patriota), Vitor Hugo (PL), Wolmir Amado (PT), Cíntia Dias (PSOL), Edigar Diniz (Novo), Helga Martins (PCB), Vinícius da Paixão (PCO) e Reinaldo Pantaleão (UP). 

Continua após a publicidade

Já para senador são dez: Marconi Perillo (PSDB), Antônio Paixão (PCO), Alexandre Baldy (PP), delegado Waldir (União Brasil), Denise Carvalho (PCdoB), João Campos (Republicanos), Leonardo Rizzo (Novo), Manu Jacob (PSOL), Vilmar Rocha (PSD) e Wilder Morais (PL). Além disso, 386 nomes se registraram para disputar a Câmara Federal. Em relação à Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), foram 781. 

Regras

Durante o período de propaganda eleitoral, serão duas modalidades de transmissão para os candidatos. Uma delas é de 70 minutos em pílulas comerciais nas programações das emissoras de segunda a domingo, de 5h às 0h. Nessas, os partidos podem exibir conteúdos com 30 segundos ou 60 segundos. A outra é de 50 minutos exibidos em dois blocos de 25 minutos de segunda a sábado. 

Os tempos de candidatos e partidos têm como parâmetro o tamanho da bancada da legenda na Câmara Federal, com base na eleição de 2018. Em relação à presidência, cabe o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a distribuição. Para os demais, os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

Programação por dia

Nas segundas, quartas e sextas, os candidatos a senador terão dois blocos no rádio  de 7h às 7h05 e 12h às 12h05; e dois na TV 13h às 13h05 e 20h30 às 20h35. Da mesma forma, os postulantes a deputado estadual ou distrital terão dois blocos no rádio (7h05 às 7h15 e 12h05 às 12h15) e dois na TV (de 13h05 às 13h15 e de 20h35 às 20h45); assim como os nomes ao governo (7h15 às 7h25 e 12h15 às 12h25 para rádio e 13h15 às 13h25 e 20h45 às 20h55 para TV).

Já nas terças, quintas e sábados, os presidenciáveis estarão nas rádios de 7h às 7h12 e de 12h às 12h12; e na TV de 13h às 13h12 e de 20h30 às 20h42. Os candidatos à Câmara Federal também terão dois blocos no rádio e na TV. No primeiro, de 7h12 às 7h25 e de 12h12 às 12h25; e no segundo, de 13h12 às 13h25 e de 20h42 às 20h55.

Tempo de cada candidato ao governo de Goiás

Em Goiás, o governador Ronaldo Caiado lidera em tempo de rádio e TV: são 5 minutos e 6 segundos de propaganda. Em segundo lugar aparece o candidato do PT, o ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) Wolmir Amado, com 2 minutos e 19 segundos de propaganda.

O terceiro é o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Mendanha. O postulante terá 58 segundos garantidos pela coligação. Já o deputado federal Vitor Hugo, nome do presidente Jair Bolsonaro (PL) em Goiás, conseguiu 51 segundos para apresentar seu plano aos goianos.

Cíntia Dias, por sua vez, terá 23 segundos de propaganda eleitoral, enquanto Edigar Diniz, 20 segundos. Helga Martins, Vinícius Paixão e Reinaldo Pantaleão não terão tempo de rádio e TV, pois partidos dos postulantes não atingiram a cláusula de barreira.

Pesquisa eleitoral

Pesquisa Serpes realizada de 13 a 17 de agosto mostra o governador Ronaldo Caiado com 47,7% das intenções de voto na estimulada (quando os nomes são apresentados). Os dados foram divulgados na noite de domingo (21).

O ex-prefeito de Goiânia Gustavo Mendanha aparece em segundo lugar com 19,7%. Ele é seguido por major Vitor Hugo, 3,7%; Cintia Dias, 2,2%; e professor Reinaldo Pantaleão, 1,1%.

Já o ex-reitor da PUC-GO Wolmir Amado aparece empatado com Edigar Diniz, com 0,6%. Vinícius Gomes da Paixão tem 0,2% e a professora Helga Martins não pontuou. 18,2% dos goianos ainda não decidiram o voto e 5,7% pretendem anular.

Realizada de 13 a 17 de agosto, a pesquisa Serpes ouviu 801 eleitores. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais para mais ou menos e tem confiança de 95%. Os números registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) são GO-08758/2022 e BR-00273/2022.

Em eventual segundo turno, o governador Ronaldo Caiado também venceria em todos os cenários testados pela Serpes. Contra Mendanha, ele levaria a melhor por 54,6% a 28,1%. Já contra Vitor Hugo, a vitória seria de 60% a 13,7%, caso as eleições ocorressem nesta data.

Veja Também