Seções ao redor do mundo: Bolsonaro vence em Tóquio mas perde em outras cidades do oriente

O Japão é o segundo maior colégio eleitoral brasileiro no exterior. Ao todo, 76 mil estão aptos a votar no país do sol nascente

Postado em: 02-10-2022 às 08h53
Por: Luan Monteiro
O Japão é o segundo maior colégio eleitoral brasileiro no exterior. Ao todo, 76 mil estão aptos a votar no país do sol nascente. | Foto: Reprodução

O candidato a reeleição para o cargo de presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), venceu em todas as seções eleitorais de Tóquio, no Japão. Entretanto, em Camberra, na Austrália; Wellington, Nova Zelândia; Sidney, Austrália; Seul, Coréia do Sul; e Singapura, o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), saiu vitorioso.

O Japão é o segundo maior colégio eleitoral brasileiro no exterior. Ao todo, 76 mil estão aptos a votar no país do sol nascente. O maior, no entanto, é Portugal que possui 80,8 mil eleitores aptos a votar.

A votação nestas regiões começam mais cedo que no Brasil devido ao fuso horário. A totalização dos votos, porém, é realizada ao fim do prazo de votação no Brasil. Ao todo, cerca de 700 mil brasileiros estão aptos a votar no exterior.

Continua após a publicidade

Os boletins de urna são colados na porta dos locais de votação ao fim do prazo estipulado para o local. Na Nova Zelândia, primeiro país a abrir os boletins de urna, a votação começou as 16h do último sábado (8h da manhã de domingo no horário local).

Veja Também