Sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Bolsonaro vai ao Supremo contra Gleisi e Lula

Segundo a ação, Lula e Gleisi utilizaram seus comícios e propagandas eleitorais para atribuir fatos ofensivos a Bolsonaro

Postado em: 26-11-2022 às 09h52
Por: Cecília Epifânio
Segundo a ação, Lula e Gleisi utilizaram seus comícios e propagandas eleitorais para atribuir fatos ofensivos a Bolsonaro | Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PL), por meio de ofício da Polícia Federal (PF) e do Ministério da Justiça, apresentou um documento ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual pede a instauração de uma ação penal contra a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o presidente eleito Luis Inácio Lula da Silva, por supostos crimes praticados contra a honra de Bolsonaro.

Segundo a representação, Lula e Gleisi utilizaram seus comícios e propagandas eleitorais para atribuir fatos ofensivos a Bolsonaro, supostamente difamando o presidente.

Na notícia-crime, foi apresentado o vídeo de um comício realizado em outubro de 2022, no Complexo do Alemão, no qual Lula teria atribuído a responsabilidade do assassinato de Marielle Franco a Bolsonaro, por associação a milicianos.

Continua após a publicidade

A representação também afirma que Hoffmann teria publicado em suas redes sociais, no dia 10 de setembro de 2022, que Bolsonaro foi o mandante do assassinato de Benedito Cardoso dos Santos, morto por colegas de trabalho com 15 facadas.

Veja Também