Terça-feira, 07 de fevereiro de 2023

Governo federal dispensa mais 11 militares da vice do GSI

Esses afastamentos tiveram início na semana passada, quando, pelo menos, 63 foram dispensados de cargos próximos à presidência e vice

Postado em: 25-01-2023 às 08h20
Por: Francisco Costa
Esses afastamentos tiveram início na semana passada, quando, pelo menos, 63 foram dispensados de cargos próximos à presidência e vice (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O governo federal afastou mais nove militares ligados ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e dois da vice-presidência, nesta quarta-feira (25). Além disso, outros quatro foram definidos para os cargos de assistente, especialista e assessor militar do GSI.

Trata-se da quarta leva de dispensas de militares neste novo governo. Esses afastamentos tiveram início na semana passada, quando, pelo menos, 63 foram dispensados de cargos próximos à presidência e vice.

Vale citar, no último dia 12 de janeiro, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse ter desconfianças em relação a este grupo. Segundo ele, “muita gente” das Forças Armadas foi conivente com os atos de vandalismo aos três Poderes em Brasília, no último dia 8.

Continua após a publicidade

“Agora, por exemplo, eu não tenho ajudante de ordens. Meus ajudantes de ordens são meus companheiros que trabalharam comigo antes. Por que eu não tenho? Eu pego o jornal está o motorista do Heleno dizendo que vai me matar e que eu não vou subir a rampa. O outro diz que vai me dar um tiro na cabeça e que eu não vou subir a rampa. Como é que eu vou ter uma pessoa na porta da minha sala que pode me dar um tiro? Então eu coloquei como meus ajudantes de ordem os companheiros que trabalham comigo desde 2010, todos militares”, disse Lula.

Veja Também