Goiás inova com iniciativas para pessoas com deficiência

O programa proporciona aos jovens de família de baixa renda a oportunidade do primeiro trabalho, com carteira assinada. O programa disponibiliza, atualmente, 3.624 vagas em todo o Estado

Postado em: 21-04-2018 às 12h10
Por: Márcio Souza
O programa proporciona aos jovens de família de baixa renda a oportunidade do primeiro trabalho, com carteira assinada. O programa disponibiliza, atualmente, 3.624 vagas em todo o Estado

 

O governador José Eliton lançou, na tarde desta sexta-feira (20), o Programa Jovem Cidadão para a Pessoa Com Deficiência e a Carteira de
Identificação do Autista (CIA), iniciativa pioneira no País. Diante de
representantes das entidades e candidatos ao Jovem Cidadão, José Eliton afirmou
que governar é levar esperança para as pessoas, respeitar e quebrar
preconceitos e discriminação.

Continua após a publicidade

“Tomamos a decisão de abrir perspectivas para aqueles jovens
que, como tantos outros, têm sonhos, mas enfrentam ainda mais dificuldades.
Eles têm condições de contribuir para um estado melhor. Desde que assumi o
governo estadual, afirmei que nosso propósito é avançar em políticas públicas,
modernizar, chamar a todos com respeito. É tempo de esperança”, afirmou o
governador.

O programa Jovem Cidadão proporciona aos jovens de família
de baixa renda a oportunidade do primeiro trabalho, com carteira assinada. O
programa disponibiliza, atualmente, 3.624 vagas em todo o Estado. A nova etapa,
voltada especificamente para Pessoas Com Deficiência (PCD), ofertará 500 vagas
para jovens. Uma equipe multidisciplinar avaliará as aptidões e necessidades de
cada jovem, oferecerá treinamento e o encaminhará para a vaga que melhor se
adequar a ele.

José Eliton afirmou que, pelo projeto, que foi elaborado
junto com os dirigentes das entidades, o Jovem Cidadão passa a destinar 10% das
vagas para Pessoas com Deficiência. Foram criadas as 500 novas vagas dentro da
perspectiva de ofertar cinco mil até o final do ano. “Caso percebamos que a
demanda possa ser maior, podemos aumentar esse percentual”, pontuou. “O mais
importante é atender as pessoas que mais precisam”, frisou.

Ele adiantou que nos próximos dias o programa Goiás na
Frente fará um novo repasse de recursos para as entidades que compõem o
terceiro setor, cerca de R$ 1,5 milhão. “Também acertamos que a prioridade do
Cheque Reforma será para as pessoas que têm deficiência física”, informou.

Carteira

O governador também lançou a Carteira de Identificação do
Autista (CIA). Goiás é o primeiro estado a lançar e emitir o documento, que
objetiva facilitar o acesso da pessoa autista a locais públicos.

Como a deficiência é dificilmente reconhecida de imediato, o
autista enfrenta dificuldades de atendimento. O cadastro para receber o
documento será feito na Secretaria Cidadã.

Participação das entidades

O projeto que instituiu o Passe Livre para a Pessoa com
Deficiência foi discutido entre o governo estadual e as entidades
representativas. Presidente da APAE Goiânia, Albanir Pereira Santana
parabenizou José Eliton pela iniciativa, que classificou como pioneira.

“Pela primeira vez, nosso estado cria uma condição de
participação das entidades efetivamente. Fomos convidados para elaborar o
decreto juntos. Isso faz com que nós, das entidades, nos sintamos vistos. As
pessoas com deficiência passam a ter direitos verdadeiros. Tínhamos uma máxima:
‘nada sobre nós, sem nós’. O senhor efetivou isso. Isso nos dá mais orgulho de
lutar pela nossa causa e do governo que nós temos”, afirmou. 

Veja Também