Governador Zé Eliton destaca que PSDB tem projetos e está unido

O político recebeu ontem dirigentes do partido, no Palácio das Esmeraldas, e destacou a força da militância política tucana

Postado em: 23-04-2018 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
O político recebeu ontem dirigentes do partido, no Palácio das Esmeraldas, e destacou a força da militância política tucana

O governador José Eliton (PSDB) recebeu ontem, no Palácio das Esmeraldas, integrantes das executivas Estadual e Metropolitana do PSDB, entre eles, os presidentes Giuseppe Vecci (Goiás), Eurípedes Gerônimo (Goiânia), Cybelle Tristão (Mulher), Matheus Ramos (Jovem) e os vereadores Anselmo Pereira e Cristina Lopes. Ele estava acompanhado da primeira-dama e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Fabrina Müller.

“Faço um gesto ao meu partido, aos meus amigos, àqueles que construíram esse momento, pois só estamos aqui hoje porque o ex-governador Marconi Perillo também esteve aqui, carregado e erguido por vocês”, declarou o governador, ao destacar que o PSDB tem projetos e precisa estar forte e unido para os próximos desafios.

Continua após a publicidade

José Eliton agradeceu às manifestações de apoio e ressaltou que o PSDB está preparado para as eleições tanto em nível nacional quanto estadual.

“O PSDB tem o que mostrar, tem argumentos para ir para o bom debate. Goiás possui, hoje, graças aos governos do PSDB e da base aliada, os melhores indicadores do Brasil. Nós apresentaremos uma agenda de continuidade do desenvolvimento e do progresso, uma agenda que reflita o pensamento de todos”, disse o governador.

Presidente do PSDB em Goiás, Giuseppe Vecci destacou a mobilização dos tucanos para o processo eleitoral.

“O PSDB tem o melhor candidato para o governo. Um homem preparado e com muitas qualidades, que esteve ao lado do ex-governador Marconi Perillo nos últimos anos na tomada de ações e, agora, à frente do governo, já surpreende pelas decisões acertadas”, disse Vecci.

Membro da Executiva Estadual, Servito de Menezes disse que o PSDB acompanhou, nos últimos anos, um crescimento exponencial de José Eliton.

“Temos certeza de que, como governador do Estado, o senhor fará o dobro das realizações e se transformará em liderança nacional”, disse Servito.

Prefeito de Jataí, Vinicius Luz afirma que o PSDB trabalhará firme por José Eliton. “Pode ter certeza de que nós, prefeitos do partido e de toda a base aliada, estaremos firmes e engajados nesse projeto que o senhor representa”. 

O presidente do PSDB de Goiânia, Eurípedes Gerônimo, também enfatizou a força da militância tucana. “Vamos trabalhar 24 horas e nos quatro cantos de Goiânia. A nossa meta é garantir que o senhor seja o grande líder de votos na capital”, finalizou. 

Governador entrega 31 casas populares 

O governador José Eliton (PSDB), o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, e o presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Cleomar Dutra, entregaram ontem 31 unidades habitacionais do Residencial Paraíso II à população de Cachoeira de Goiás. Na mesma solenidade, foram entregues Passaportes do Idoso para moradores da cidade.

As unidades habitacionais foram construídas por meio da parceria entre Agehab e governo federal, com recursos da conta federal Oferta Pública Sub-50/II e Cheque Mais Moradia estadual. A beneficiária Regina Carvalho recebeu a chave da casa em nome dos demais contemplados.

As novas unidades beneficiam 74 famílias de Cachoeira de Goiás com moradias de interesse social. Outras 43 habitações já haviam sido entregues em parceria da Agehab com a Prefeitura e Caixa Econômica Federal. Os investimentos em moradia para famílias carentes em Cachoeira de Goiás totalizam cerca de R$ 2,5 milhões.

Só neste ano, o governo do Estado já investiu mais de R$ 20 milhões em Cachoeira de Goiás. Em março, o Governo realizou a doação do terminal rodoviário ao município, e liberou R$ 50 mil por meio do programa Cheque Mais Moradia para reforma e manutenção do terminal.

Em fevereiro, foi inaugurada a construção do trecho de 19 quilômetros da GO-320, que liga Ivolândia a Cachoeira de Goiás, no valor de R$ 18,7 milhões, por meio de convênio do Goiás na Frente.

O governador José Eliton iniciou seu pronunciamento dizendo que “a marca do nosso time é acordar cedo, trabalhar muito, dormir tarde, construindo o futuro de Goiás”. “Sou governador que terá sempre foco no ser humano, para as pessoas que mais precisam”, reiterou, ao garantir aos moradores do residencial que até julho próximo retornará à cidade para inaugurar a pavimentação asfáltica do bairro. “O dinheiro já está na conta da prefeitura. O prefeito não iniciou as obras porque está esperando o fim do período chuvoso. Em breve Cachoeira de Goiás terá 100% de asfalto”, garantiu.

José Eliton informou que, a partir desta segunda-feira (23), Goiânia ganhará o terceiro turno na saúde, medida que agilizará os procedimentos cirúrgicos em todos os hospitais. “Vamos colocar a saúde para trabalhar durante a noite, de madrugada para zerar a fila das cirurgias. Aos poucos vamos estender o benefício para todo o Estado”, acrescentou.

 

Demóstenes diz ter apanhado calado enquanto esperava a justiça 

O ex-senador Demóstenes Torres (PTB), agora inocentado e liberado para a disputa eleitoral pelo STF, afirma que observou silêncio por mais de cinco anos diante da avalanche de agressões que sofreu pela cassação do mandato.

“Desde o fim de fevereiro de 2012, leio, ouço e vejo os maiores absurdos a meu respeito. E não rebati. Até tentei, mas a avalanche venceu a verdade”, desabafa.

Demóstenes disse que preferiu apanhar calado enquanto esperava a Justiça confirmar a inocência. “O que eu dizia e ninguém sequer prestava prestação é que sou inocente. Sou mesmo. Chegou a hora de desmentir as mensagens em que me atacaram das formas mais sórdidas”, anuncia.

Ele lembra que quem tripudiou sobre ele agora, estão nas listas de Moro, do TRF 4, enfim, atolados até o pescoço com os roubos na Petrobras, Eletrobras, usinas e outros escândalos. 

“Os três principais articuladores da minha queda estão com os dois pés no cadafalso. Um deles, Lula, já cumpre em regime fechado pena superior a 12 anos, além de responder a mais meia dúzia de processos. Os outros dois colecionam duas dezenas de ações, sobretudo na Lava Jato”, enumera.

Ele afirma que foi derrubado por pessoas, não fatos. “E não foram pessoas comuns, mas os participantes do maior assalto aos cofres públicos na história da humanidade. Nas 250 mil horas de gravações clandestinas não há uma só prova de que eu tenha cometido crime”, disse.

Demóstenes asseverar que não houve crime algum. “Para os criminosos que tramaram a minha queda, era (e deve continuar sendo) difícil suportar que alguém no Senado apontava os crimes dos outros e não havia cometido crime algum”.

O petebista disse que “para eles, não existe perigo maior que ter um honesto por perto. E eu era (e continuo sendo) honesto e estava (e vou voltar a estar) por perto deles, mais precisamente, na tribuna e nas comissões, mexendo nas feridas provocadas pela incompetência, a má-fé, o aparelhamento político e a improbidade”.

:Demóstenes disse que foi absolvido não apenas porque as gravações eram clandestinas. “Fui absolvido porque sou inocente. No mérito, rebati uma a uma todas as denúncias em cinco horas de audiência no Conselho de Ética”. 

Ele recorda que, após a cassação, o Ministério Público de Goiás encomendou uma perícia sobre o seu patrimônio. “Nada encontraram de ilegal em minhas contas. E nada encontraram porque nada havia a ser encontrado”.

Torres disse que disse que tinha absoluta certeza de que o STF confirmaria em colegiado liminar que o libera para ser candidato. “Eu fui à luta. Nos últimos dias, respondi a centenas de mensagens nas redes sociais, algumas ainda de julho de 2012.” 

Registra que existem vários tipos de ofensas a ele. “Em geral, o agressor foge do debate, pois lhe falta argumento. As linhas de ataque nas mídias sociais se assemelham às brutalidades que sofri seis anos atrás: não têm qualquer substância”. 

Presidente da AGM diz que prefeitos são gratos pela ajuda que recebem do governo 

O presidente da Associação Goiana de Municípios (AGM), Paulo Cesar Resende (PSDB), testemunhou que os prefeitos de todo o Estado, de todos os partidos, têm se declarado gratos pela ajuda que têm tido do governo por intermédio do programa Goiás na Frente. “Hoje os prefeitos vivem momentos de extrema dificuldade. Se não fosse o apoio do governo, muitos não teriam nem como tapar buracos”.

O prefeito anfitrião, Geraldo Antônio, reconheceu que, ao entregar mais 31 unidades habitacionais na cidade, o Governo do Estado estava resolvendo o maior problema do município, que era a falta de moradia. Por esta razão, disse que continuará a acreditar no governo e na sua capacidade de ajudar os prefeitos e as comunidades.

“Acredito neste governador José Eliton como acredito em Deus. Ele é sério, honesto, cumpridor de seus deveres. É uma pessoa humilde por natureza”, reconheceu.

Durante seu pronunciamento, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, reforçou a determinação da pasta em fortalecer as parcerias com o governo de Goiás. “Vamos continuar as parcerias. Não será com fala fácil, na bravata e na discussão que iremos resolver os problemas de habitação. Temos que ter respeito e carinho. As portas se abrem com trabalho e não com brutalidade”.

Baldy reconheceu que o Governo é um dos mais atuantes na área habitacional. “Isto nos deixa felizes. É sempre bom, mesmo num domingo ensolarado como este, sair pelo interior entregando as chaves das casas de muitas famílias”. 

Veja Também