Sábado, 10 de junho de 2023

Três novos prefeitos se somam aos projetos do MDB de Vilela

Presidente do MDB, Daniel Vilela se encontrou com os 31 prefeitos pela primeira vez como vice-governador

Postado em: 22-03-2023 às 07h36
Por: Yago Sales
Presidente do MDB, Daniel Vilela se encontrou com os 31 prefeitos pela primeira vez como vice-governador | Foto: Reprodução/ Redes Sociais

Desde que assumiu o cargo de vice-governador de Goiás em janeiro, Daniel Vilela, presidente do MDB, conseguiu ampliar o comando de prefeituras pela legenda. Foram três novas filiações de prefeitos, chegando, até o momento, a 31. 

Vilela aproveitou-se da solenidade em que o governador Ronaldo Caiado (União Brasil) entregou veículos escolares a prefeituras para reunir-se com os chefes de executivo municipais do MDB. 

Foi a primeira vez que o vice-governador reuniu os aliados. Segundo fontes do MDB, a reunião foi proveitosa do ponto de vista de estreitamento da relação administrativa, como política também. “Daniel aproveitou para orientá-los e ouvi-los”, comentou um emedebista. Vilela ainda agradeceu aos presentes pelo apoio fundamental ao projeto de reeleição de Ronaldo Caiado

Continua após a publicidade

Daniel Vilela, que, sem que qualquer vidente possa dizer, é o eventual candidato governista de 2026, já está de olho no avanço do MDB nos municípios, para angariar cada vez mais nomes para prefeituras e câmaras municipais. 

A reunião serviu, aos prefeitos emedebistas, para se sentirem dentro do governo estadual. Sob o comando do segundo nome mais importante do executivo estadual, os prefeitos podem se sentir à vontade para lidar com as adversidades locais e encontrarem braço amigo junto ao governo Ronaldo Caiado. 

Por enquanto, o partido tem aberto as portas para prefeitos de outros partidos que queiram assinar carta de filiação à legenda presidida por Daniel desde 2015. 

O último deles, o prefeito de São Luís de Montes Belos, Major Eldecírio, que deixou o PTB para juntar forças ao MDB. O militar está no segundo mandato. Outro prefeito a filiar-se à legenda, Professor Kelton, de Bonfinópolis, se desfiliou do Cidadania.

Outro prefeito a ir para o partido do vice-governador, Kleber Marra, de Caldas Novas,  deixou o Republicanos. Além da filiação, ficou acertado que o controle da legenda no município ficará com o prefeito, que indicou o sobrinho, Rafael Marra. Kleber Marra vai buscar a reeleição em 2024. 

Além da construção de pontes locais, para saciar o objetivo primordial de obter êxitos nos pleitos municipais, há, ainda, a missão de consolidar o nome de Daniel como liderança unânime do partido. Com isso, propiciar um ambiente cada vez mais favorável para Vilela em 2026. 

Vale lembrar que o MDB goiano conta com 117 mil filiados, dois deputados federais e seis estaduais na Assembleia Legislativa. Além dos 31 prefeitos, Daniel pode gabar-se de ter mais 49 vice-prefeitos. 

O partido tem protagonizado enorme expectativa no ambiente político para aqueles que já enxergam o pleito de 2024. Em Goiânia, por exemplo, geografia com identidade de Iris Rezende, histórico emedebista que morreu há pouco tempo, mas deixa suas digitais no futuro do partido na cidade e nos meandros do poder.

E, toda ajuda, dizem emedebistas, é bem vinda. Recentemente, a Coluna Xadrez, assinada pelo jornalista Wilson Silvestre, esclareceu que lideranças dos partidos intensificam conversas nos bastidores em busca de nomes para disputar prefeituras nos 226 municípios goianos e na Capital. 

Legendas com influência e densidade eleitoral como o União Brasil, MDB, Progressistas, PL, PSD, PT, Solidariedade e Republicanos, entre outras que ensaiam fusões e federações partidárias, também se movimentam. 

O MDB e Daniel Vilela buscam convencer a filha de Iris Rezende, a empresária Ana Paula Rezende aceitar concorrer a prefeita da capital. Embora não haja confirmação oficial, nos bastidores circulam informações sobre pesquisas internas que apontam Ana Paula como a favorita para vencer qualquer concorrente. Se ela topar o desafio, vários partidos embarcam com o MDB.

Veja Também