Marconi Perillo declara que trabalho do governo continua afinado

Declaração do ex-governador Marconi Perillo sobre o governo de José Eliton foi feita ontem durante evento no Palácio das Esmeraldas

Postado em: 05-05-2018 às 06h00
Por: Sheyla Sousa
Declaração do ex-governador Marconi Perillo sobre o governo de José Eliton foi feita ontem durante evento no Palácio das Esmeraldas

Venceslau Pimentel*

Continua após a publicidade

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB), que se desincompatibilizou do cargo há quase um mês, disse ontem que a máquina administrada, nas mãos do governador José Eliton (PSDB) continua afinada. Ele deu essa declaração ao participar do lançamento do Circuito das Cavalhadas 2018, no Palácio das Esmeraldas.

“Ele assumiu o governo (Eliton) a menos de um mês, e o que aconteceu nesse período?”, indagou, para, em seguida, responder. “Houve alguma ruptura, algum problema, houve algum retrocesso? Não. A orquestra continua afinada”, assegurou.

Para Marconi, ele continua dando sequência à sua gestão e avançando cada vez mais. Lembrou que o próprio slogan do governo é ‘Avançando sem Parar’. Segundo ele, essa foi a tônica dos últimos 20 anos, quando assumiu, pela primeira vez o comando do Estado, em 1999. “As coisas continuam andando, o Circuito das Cavalhadas continua sem ter nenhum problema. Pelo contrário, está melhorando”.

O ex-governador, que é pré-candidato ao Senado, também apontou melhorias em outras áreas. “Essa orquestra que transformou Goiás no estado mais próspero do Brasil, no estado que mais valoriza a cultura, educação, segurança, saúde cultura, infraestrutura e turismo”.

Ele agradeceu ao convite para participar do evento, por ter defendido em suas gestões as tradições, a cultura, o patrimônio material e imaterial. “Quando a gente tem uma orquestra afinada, ela continua afinada até o fim”, pontuou, reportando-se aos últimos oitos anos em que teve Eliton como vice. “Nesse tempo, compartilhando todos os assuntos, todos os detalhes, todas as aflições, todas as vitórias desse governo vitorioso do Tempo Novo”.

Ao relacionar cavaleiros presentes ao lançamento, vindos de Palmeiras, Pirenópolis, Pilar, Posse, Teresópolis, Hidrolina, Corumbá, Jaraguá, Santa Cruz de Goiás, Santa Teresinha, São Francisco e Turvelândia, Marconi parabenizou Eliton por continuar investindo numa das mais antigas tradições do estado, e disse que tal iniciativa é própria de um governador antenado, competente, sério e responsável.

“Alguém que sabe que é importante avançar rumo ao futuro, mas que não pode esquecer as origens e as tradições, que precisam renascer a cada de dia, como é o caso do nosso governo e o do governo de Eliton, que se renova a cada dia, valorizando as tradições, a nossa herança histórica e cultural, mas ao mesmo tempo projetando Goiás para a frente”, disse ele. Por fim, em seu discurso, dirigindo-se ao governador, Marconi afirmou que é dessa forma “que nós vamos continuar transformando Goiás cada vez mais no melhor estado para se viver no Brasil”.  

Eliton diz que meta é consolidar conquistas 

Durante o lançamento do Circuito das Cavalhadas, o governador José Eliton (PSDB) lançou o programa estadual de incentivo à tradição goiana, chamada de Bolsa Cavalhada, que destina recursos para a realização dos festejos no Estado.

Em seu discurso, no Palácio das Esmeraldas, ele destacou a importância de se manter essa tradição de mais de 200 anos, que une religiosidade, cultura, turismo e economia, “As Cavalhadas são uma manifestação cultural que envolve todos os goianos, que projeta para o Brasil nosso coração, nosso sentimento de fé e religiosidade”, disse.

Eliton disse que seu governo busca trabalhar para consolidar conquistas e apontar o caminho de avanços e modernizações. Ele justificou o convite a Marconi para participar do evento, por consciência e dever de justiça. “Acho que, na história do estado, muitos já trabalharam e fizeram com certeza, mas ninguém fez tanto pela arte, cultura, e tradição como o querido amigo Marconi”, pontuou.

Ele atribui ao ex-governador a dimensão alcançada pelas Cavalhadas, que buscou projetar essa tradição para além das divisas de Goiás e do Brasil. Eliton, ao invés do discurso longo, fez questão de chamar à frente do tablado as autoridades presentes (dentre elas Marconi, a deputada federal Magda Mofatto (PR) e o procurador de Justiça Demóstenes Torres, pré-candidato ao Senado pelo PTB), e os integrantes das Cavalhadas. “A imagem penso que fala muito mais que palavras”, explicou.

Calendário

As Cavalhadas em Posse e em Santa Cruz de Goiás serão realizadas dias 19 e 20 de maio. Em Jaraguá, a representação da luta entre mouros e cristãos está marcada para 20 e 21 de maio e em Pirenópolis, para 20 a 22 de maio. Alguns municípios fazem a festa em junho: Palmeiras de Goiás, de 1º a 3; Crixás e São Francisco de Goiás nos dias 9 e 10; Cedrolina, que é distrito de Santa Terezinha de Goiás, 14 e 15; e Hidrolina, nos dias 16 e 17 de junho. Em setembro tem Cavalhadas em Corumbá de Goiás, de 7 a 9, e em Pilar de Goiás, nos dias 8 e 9.

Na capitania de Goiás, a mais antiga apresentação das Cavalhadas da qual se tem registro, foi encenada no arraial de Santa Luzia, atual cidade de Luziânia, no dia 6 de janeiro de 1751. As Cavalhadas foram trazidas para os municípios goianos n o Ciclo do Ouro. Além da festa litúrgica, missa e novena, a celebração no período colonial origina os elementos culturais e religiosos da festa no Centro-Oeste brasileiro: Império do Divino, Entrada da Rainha e Cavalhadas. Em Santa Cruz de Goiás a festa é realizada ininterruptamente há 202 anos.

O Circuito Cavalhadas de Goiás, coordenado pela Goiás Turismo, busca valorizar a tradição e destacar o espetáculo nos municípios, preservar e incentivar a história, folclore e religiosidade do povo goiano, segundo titular da Goiás Turismo, Leandro Garcia. “Nós estamos trabalhando mais forte este ano a parte de infraestrutura e de atração de turistas”, disse. (*Especial para O Hoje)  

Atender municípios é prioridade 

Os prefeitos da região Sul de Goiás estiveram nesta sexta-feira (4) com o governador José Eliton, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira (PPLT), para avaliar a agenda administrativa comum entre as administrações municipais e a estadual e definir as prioridades do terceiro e quarto quadrimestres do ano. José Eliton apresentou os resultados dos primeiros 30 dias de sua gestão e afirmou que a parceria com as prefeituras está no centro da ação de governo.

“O atendimento aos prefeitos é nossa total prioridade. Os objetivos principais da administração são garantir o equilíbrio das contas públicas e entregar os investimentos do Goiás na Frente e, junto ao programa, a prioridade número 1 é garantir rigorosamente o repasse, os pagamentos, dos convênios para as prefeituras”, disse o governador. “Já era assim com o governador Marconi Perillo e será assim comigo também, porque eu venho interior e sei que a parceria com o Estado é fundamental”, disse José Eliton.

A reunião com os prefeitos da região Sul de Goiás é a sétimo realizada pelo governador desde que assumiu o comando do Palácio das Esmeraldas, em 7 de abril. Além de debater questões administrativas, José Eliton apresenta, durante as reuniões, os secretários responsáveis pelas pastas que prestam atendimento direto aos gestores municipais: João Furtado (Governo), Carlos Alberto Leréia (Articulação Política) e Eduardo Zaratz (Programa Goiás na Frente). Além dos chefes de Executivo da região Sul, o governador já recebeu os prefeitos do Entorno Sul e do Entorno Norte do Distrito Federal, da região Central, do Sudoeste, do Norte e da Região Metropolitana de Goiânia.

“Os secretários têm a obrigação de atender a todos os prefeitos e sempre dar a eles uma resposta. Essa é uma determinação que estabeleci no dia da posse dos secretários, e reitero aqui. Por isso, quero que vocês os conheçam melhor, e sintam-se à vontade para recorrer a eles”, afirmou novamente nesta sexta-feira o governador. O governador destacou as ações dos programas 3º Turno da Saúde, do Programa Mais Segurança, e da Operação Ponto Final. 

Governo e empresários defendem incentivos fiscais 

Foi retomada a agenda positiva em prol da preservação dos incentivos fiscais concedidos pelo governo, através dos Programas Produzir/Fomentar, às empresas que se instalaram em Goiás nos últimos anos. Na tarde desta sexta-feira (4), o secretário de Desenvolvimento, Leandro Ribeiro, se reuniu com os diretores da Associação Pro-Desenvolvimento de Goiás (Adial), Otávio Lage de Siqueira Filho e Edwal Freitas Portilho (Chequinho).

O objetivo da reunião foi alinhar a estratégias que vão adotar para que o Supremo Tribunal Federal (STF) retire de pauta da reunião plenária do dia 10 de maio o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adi) 2441, interposta pelo governo de São Paulo que questiona os incentivos concedidos pelo governo de Goiás.

O governador José Eliton já manteve contatos com o governador paulista Márcio França para pedir o apoio nesta luta. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) já fez uma petição ao STF para suspender o julgamento da ação prevista na próxima semana. O ministro de Cidades, Alexandre Baldy, e a bancada dos deputados federais de Goiás também já foram mobilizados. 

Em março do ano passado, a Adi 2441 chegou a entrar na pauta do STF. Mas acatando solicitação do então governador Marconi Perillo e de José Eliton, com o apoio do ex-governador de SP Geraldo Alkmin, a presidente do Supremo, ministra Carmem Lúcia, retirou de pauta o julgamento.

Na Ação Direta de Inconstitucionalidade, que tem como relatora a ministra Rosa Weber, o governo de São Paulo questiona a validade de diversas leis do Estado de Goiás que tratam do Fundo de Participação e Fomento à Industrialização do Estado de Goiás (Fomentar), do Programa de Desenvolvimento Industrial de Goiás (Produzir) e do Fundo de Desenvolvimento de Atividades Industriais (Funproduzir).  

Veja Também