Caiado visita Pontalina e garante rapidez na recuperação de rodovias

Segundo o governador, as obras devem ser concluídas no prazo de 15 dias; estruturas de pontes da região foram comprometidas – Foto: Divulgação.

Postado em: 07-01-2020 às 18h55
Por: Nielton Soares
Segundo o governador, as obras devem ser concluídas no prazo de 15 dias; estruturas de pontes da região foram comprometidas – Foto: Divulgação.

Da Redação

O governador Ronaldo Caiado visitou,
nesta terça-feira (7), o município de Pontalina, localizada na região do centro
goiano e a 167 de Goiânia. A cidade sofreu no início desta semana com as
fortes chuvas, ocasionando o rombimento de uma barragem situada na Fazenda São
Lourenço das Guarirobas, na zona rural.

Continua após a publicidade

Caiado garantiu que os trabalhos
para recuperação das rodovias na região acontecerão com rapidez. “As equipes da
Goinfra, em parceria com o prefeito [Milton Ricardo], conseguiram grandes
avanços para resolvermos o mais rápido possível. Creio que, no máximo em 15
dias, retomaremos totalmente a trafegabilidade, tanto da rodovia que liga
Pontalina a Aloândia, quanto no acesso do município à Goiânia”, ressatou o
governador.

Ele chamou de ‘inimaginável’ o
volume recorde de chuva durante um curto período. “Choveu na região 300
milímetros no intervalo de 24 horas. O Milton [Ricardo] tem mais de 60 anos e
nunca viu isso acontecer, mas, graças a Deus, sem nenhuma vítima”, afirmou
Caiado.

Pontes comprometidas

A primeira analise feito pela
equipe da Goinfra foi na ponte da GO-040, sobre o Rio Mateiro. “A ponte está
suspensa, sem a menor capacidade de suportar peso. Peço que nos perdoe a
necessidade de fazer o desvio por terra, eu mesmo passei por ele, um trecho de
oito quilômetros, mas foi inevitável”, comentou Caiado.

Outro local visitado pela comitiva do governo
foi a ponte na GO-215. “Esta aqui também está sendo preparada com o que
eles chamam de gabião, que são estruturas pesadas para que volte a ter suporte,
encosto, dando novamente sustentação à passagem do transporte com carga”, disse
Caiado.

Veja Também