Com fusão de 20 escolas, novas unidades atenderão em Período Integral

Governo Estadual pretende implantar na rede pública outros 25 novos Centros de Educação em Período Integral (Cepis), neste ano – Foto: Reprodução.

Postado em: 09-01-2020 às 15h50
Por: Nielton Soares
Governo Estadual pretende implantar na rede pública outros 25 novos Centros de Educação em Período Integral (Cepis), neste ano – Foto: Reprodução.

Da Redação

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Educação do Estado (Seduc) decidiu fundir 20 escolas estaduais, que se transformaram em Centros de Ensino em Período Integral. A titular da pasta, Fátima Gavioli, frisou que serão mantidas as vagas para atender toda a demanda da rede. 

“Trata-se de um processo natural, realizado ano a ano, e que não causa prejuízos aos estudantes ou servidores. Nenhuma criança ficará sem vaga e vamos trabalhar, a cada dia, para oferecer um ensino de melhor qualidade”, garantiu.

Continua após a publicidade

Pela proposta, a Seduc planeja, antes de tudo, criar uma comissão para integrar professores, coordenadores e funcionários administrativos, com objetivo de avaliar a junção das unidades. 

No ano passado, uma consultoria fez a avaliação dos dados da rede estadual e sugeriu a unificação de 20 unidades, às quais funcionavam com uma demanda muito aquém da capacidade. 

Outra situação, foi a possibilidade de transferência de estudantes para as escolas da rede municipal de ensino, com base na competência das prefeituras em garantir o Ensino Fundamental (1ª à 5ª série).

Neste ano, está previsto pela a Seduc a implantação de 25 novos Centros de Educação em Período Integral (Cepis), às quais irão passar por consultas públicas. 

Municipalização

O governo transferiu ainda para a responsabilidade dos municípios outras 24 escolas que atendiam alunos de 1º ao 5º ano, com o estado fazendo a cessão dos prédios e doação de parte dos mobiliários às prefeituras.

 

Veja Também