Bolsonaro alcança 54% de rejeição na gestão de crise sanitária

Postado em: 17-03-2021 às 09h30
Por: Pedro Jordan
Instituto Datafolha mostra através de dados de pesquisa que mais da metade dos entrevistados reprovam o governo federal atualmente | Foto: reprodução

Pedro Jordan

Segundo a pesquisa mais recente do instituto DataFolha, encomendada pelo jornal “Folha de São Paulo”, o número de pessoas que avaliam o governo Bolsonaro como Ruim/Péssimo na gestão da crise do Covid-19 chega a 54%. Este é o número mais alto negativo que a administração da nação alcança desde o começo da pandemia.

Nesta mesma pesquisa, 43% dos entrevistados apontam Jair Bolsonaro como o principal culpado pela crise de saúde e sanitária no Brasil atualmente. Neste mesmo tópico foram avaliados os governadores com 13%, prefeitos 9%, população 6%, todos 5% e nenhum com 11%.

Até então, o maior índice de rejeição alcançado havia sido em maio do ano passado, com 50% de pessoas que avaliaram na pior opção. A última pesquisa realizada pelo mesmo instituto foi em janeiro, e o presidente havia saído com 48% de desempenho neste nível de ruim a péssimo.

Já os que consideram bom/ótimo atualmente são 22% dos entrevistados, 24% o avaliaram como regular na gestão da crise e 1% não soube responder.

Compartilhe: