Comemoração: Doação de leite materno é fundamental para salvar vidas de bebês em UTIs

Postado em: 20-05-2021 às 14h47
Por: Victoria Lacerda
Hospital e Maternidade Dona Iris e Maternidade Nascer Cidadão são referências no recolhimento de doações em Goiânia | Foto: divulgação

A Prefeitura de Goiânia celebrou o Dia Mundial da Doação de Leite Humano na última quarta-feira (19/05), tendo o Hospital e Maternidade Dona Iris (HMDI) e a Maternidade Nascer Cidadão como duas referências no recolhimento de doações em Goiânia. Mesmo com a pandemia, o HMDI conseguiu recolher só no último mês de abril 68 litros de leite.

A enfermeira Isabela Luisa de Almeida afirma que as doações são fundamentais para manter o estoque suficiente. “Uma mãe doadora consegue alimentar até 10 bebês dentro de uma UTI neonatal. Isso é importante porque um bebê na UTI vai mamar pouquinho conforme a sua dieta. Então, ela pode salvar muitas vidas com um leite completo e muito rico“, ressalta.

Os bancos de leite seguem rigorosos métodos de controle de qualidade e segurança, que garantem a eliminação de microorganismos patogênicos do leite humano. São adotados critérios que consideram o bom estado de saúde da doadora e medidas de higiene, permanentemente reforçadas. Além disso, a doadora não precisa se deslocar, os bancos realizam a coleta da doação em casa. 

Os profissionais de saúde fazem um apelo para as mulheres que estejam amamentando cadastrem-se e façam o teste para saber se podem ser doadoras. 

Como doar

Para ser doadora, é necessário entrar em contato pelo telefone (62) 3956-8887 ou através do WhatsApp (62) 9 9604-7570 para fazer um cadastro. 

A doação é desautorizada para quem fez transfusão de sangue nos últimos 5 anos, para quem fuma ou consome bebida alcoólica. A mãe doadora faz exames e recebe orientações sobre como retirar e guardar o leite em recipientes esterilizados fornecidos pelo próprio hospital.

Compartilhe: