Maior chuva em 60 anos prende passageiros em metrô e mata 25 na China

Postado em: 21-07-2021 às 11h10
A maioria das mortes aconteceu no metrô, onde passageiros ficaram presos devido às inundações | Foto: Reprodução

Ao menos 25 pessoas morreram após fortes chuvas atingirem a cidade de Zhengzhou, na China, desde ontem, informou a mídia local. Mais cedo, o presidente chinês Xi Jinping já havia confirmado o aumento no número de vítimas. A maioria das mortes aconteceu no metrô, onde passageiros ficaram presos devido às inundações.

De acordo com o serviço nacional meteorológico do país, a cidade recebeu 617,1mm de precipitações em 24h – o equivalente a chuvas de sete meses. Em apenas uma hora, uma estação registrou 201,9 mm de chuvas, quebrando um recorde de 1975.

Segundo dados do governo, mais de 300 mil pessoas precisaram ser evacuadas de suas casas. Ao todo, 1,2 milhão de pessoas foram atingidas pela onda de mau tempo em 89 condados e 560 cidades. Muitas estão sem energia elétrica, água e internet e o transporte ferroviário foi bastante atingido, com cerca de 160 trens bloqueados em ferrovias.

Entre as áreas mais atingidas, está a área metropolitana da capital da província, Zhengzhou. Hoje, uma das cenas mais repercutidas nas redes sociais chinesas foi o resgate de 150 crianças de uma creche na cidade, que ficaram isoladas após as inundações chegarem à instituição.

As fortes chuvas castigam a região central desde o dia 16 de julho. Conforme os dados do governo, entre às 18h do último domingo (18) e o início da madrugada de hoje, já foram registrados 449 milímetros de água, um recorde histórico para a região. Há danos milionários na agricultura do país, com cerca de 20 mil hectares de plantações completamente destruídas.

Por: Victoria Lacerda
Compartilhe: