Vereadores opinam sobre retorno às aulas presenciais em Goiânia

Uma polêmica gira em Goiânia neste mês de agosto, por conta da volta às aulas presenciais na capital. Questionamos alguns parlamentares da

Postado em: 04-08-2021 às 11h19
Por: Pedro Jordan
Parlamentares tem visão diferente sobre polêmica do regresso dos alunos para unidades escolares. Foto: Reprodução

Uma polêmica gira em Goiânia neste mês de agosto, por conta da volta às aulas presenciais na capital. Questionamos alguns parlamentares da cidade sobre o que acham desse regresso dos alunos a sala.

A vereadora Aava Santiago (PSDB) afirma que escutou profissionais de educação e comunidade escolar, autoridade de saúde e conselho tutelar, e até realizou um questionário com 890 pessoas envolvidas. “Hoje temos um cenário pior do que no começo de julho, Goiás no topo do ranking de contágio e vagas ocupadas em UTI, é preciso rever, tive uma conversa com o secretário, no momento não podemos ter certeza sobre se é seguro ou não”, afirma.

O parlamentar Mauro Rubem (PT) é outro que demonstra preocupação com o regresso dos alunos a sala de aula, pois segundo ele, as estruturas dos colégios não estão preparadas para ter as medidas sanitárias necessárias que mantém a segurança da saúde deles. “Temos as proposições que aumentam as medidas necessárias para o combate ao COVID-19. Apesar de termos vacinas ainda a situação é muito grave. Não concordo com o retorno das aulas por exemplo”, reforça.

Continua após a publicidade

Mauro reforça que não existem protocolos implantados e que falta recursos para aquisição de EPIs. “Temos muitas salas de aulas inadequadas pelas normas de biossegurança”, comenta.

Já para Lucas Kitão (PSL), é o momento de retomar as aulas presenciais, pois segundo ele, os alunos precisam disto. “A vacinação está avançando e os profissionais se adequando e as famílias estão agradecendo, as crianças precisam desse retorno principalmente por questões mentais.

Veja Também