Sábado registra manifestações contra o governo federal em todo o Brasil

Em Goiânia, ato ocorreu na Praça do Trabalhador e reuniu centenas de pessoas que pediam, além do afastamento do presidente, apuração das denúncias de negligência durante a pandemia

Postado em: 02-10-2021 às 13h53
Por: Carlos Nathan Sampaio
Em Goiânia, ato ocorreu na Praça do Trabalhador e reuniu centenas de pessoas que pediam, além do afastamento do presidente, apuração das denúncias de negligência durante a pandemia | Foto: reprodução/Instagram da deputada estadual Delegada Adriana Accorsi

As manifestações contra o governo do presidente Jair Bolsonaro ocorrem, neste sábado (2/10), em várias capitais e cidades de todo o país. Os protestos são organizados por organizações da sociedade civil; entidades sindicais e de estudantes; e partidos políticos.  Pela manhã, foram registradas manifestações na cidade do Rio de Janeiro, de Salvador, Fortaleza, Belém, Boa Vista, Maceió e Goiânia.

Os atos pedem o impeachment do presidente, mais vacinas para a população, mudanças na política econômica do governo, ampliação das políticas de combate à fome, mudanças na reforma administrativa, entre outros temas.

No Rio de Janeiro, os manifestantes se concentraram cedo, na Candelária, que teve parte das pistas da Avenida Presidente Vargas interditada, nas proximidades da Igreja da Candelária. Em seguida, com faixas e cartazes as pessoas saíram, em caminhada, pela Avenida Rio Branco até a Cinelândia, onde foi montado um palanque para os discursos.

Continua após a publicidade

Em Salvador, a concentração dos manifestantes ocorreu na Praça Campo Grande. Depois, eles saíram em caminhada, passando por ruas do centro histórico da capital baiana, até a Praça Castro Alves, onde foi realizado um evento cultural e discursos de líderes de várias entidades e partidos políticos.

A Praça da Bandeira, em Fortaleza, foi o local escolhido pelos organizadores para o protesto contra o governo na capital cearense. Os manifestantes portavam cartazes e faixas. A Polícia Militar acompanhou toda a movimentação das pessoas que participavam da passeata.

Pela manhã foram também registradas manifestações Goiânia, Belém, Boa Vista e Maceió e em dezenas de cidades de vários estados. A maior dos protestos está prevista para a parte da tarde. O principal deles ocorrerá na cidade de São Paulo. A manifestação está prevista para as 14h, na Avenida Paulista no trecho próximo Museu de Arte de São Paulo. Já em Brasília o ato está programado para começar às 15h30. Vias públicas serão interditadas a partir das 13h.

Goiânia

Na capital de Goiás o ato começou pela manhã, na Praça do Trabalhador, e os manifestantes pediam, além do impeachment do presidente, a apuração e ação quanto às denúncias de negligência durante a pandemia, feitas na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, no Congresso ha mais de dois meses e que está próxima do fim.

Centenas de pessoas se reuniram no local onde foi possível notar bandeiras do PT, PSOL, PDT, PSB, PCB, UP e de outros movimentos como o MST e o MTST. A deputada estadual Adriana Accorsi (PT) e o deputado federal Rubens Otoni (PT) (ambos na foto), estiveram na manifestação junto do deputado federal Elias Vaz (PSB), do vereador de Goiânia Mauro Rubem (PT)e do ex-candidato a vereador de Goiânia Fabrício Rosa (PSOL).

Com informações da Agência Brasil

Veja Também