Policarpo é submetido a cirurgia e passará semana afastado da Câmara

Informação foi confirmada pela própria Câmara Municipal que, ao O Hoje, disse que Policarpo não presidirá as sessões ordinárias desta terça, quarta e quinta-feira.

Postado em: 05-10-2021 às 10h50
Por: Felipe Cardoso
Informação foi confirmada pela própria Câmara Municipal que, ao O Hoje, disse que Policarpo não presidirá as sessões ordinárias desta terça, quarta e quinta-feira.

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Romário Policarpo (Patriota), passará a semana afastado de suas funções do Legislativo. Isso porque o vereador precisou ser submetido a um procedimento cirúrgico na noite da última segunda-feira, (04/10). 

A informação foi confirmada pela própria Câmara Municipal que, ao O Hoje, disse que Policarpo não presidirá as sessões ordinárias desta terça, quarta e quinta-feira. “O atestado médico relativo ao procedimento será encaminhado à Diretoria Legislativa da Câmara”, acrescenta o comunicado.

Conforme informações da assessoria do presidente, a cirurgia foi realizada para uma correção de um problema no quadril. Policarpo, segundo os colegas mais próximos, se queixava frequentemente de dores ao correr ou caminhar rapidamente.

Continua após a publicidade

Nos bastidores, o comentário era de que Policarpo havia ‘desaparecido’ rapidamente sem dar maiores detalhes sobre o procedimento cirúrgico ao qual seria submetido. A reportagem manteve contato com diversos vereadores que comentaram sobre o assunto. Enquanto alguns associavam o procedimento à uma “intervenção no fêmur”, outros falavam sobre uma correção no “joelho”. Há, inclusive, quem acredite que Policarpo tenha feito “uma lipo”.

“Ele se recupera bem”, diz um dos colegas de Parlamento que manteve contato com a companheira de Policarpo durante as últimas horas. Conforme repassado à reportagem do O Hoje, o parlamentar permaneceu sonolento logo após a cirurgia, porém se manteve acordado. 

Segundo informações preliminares, Policarpo recebeu alta ainda na manhã desta terça-feira, 5, e foi levado para casa. A reportagem tentou contato com o parlamentar, mas ainda não obteve retorno.

Veja Também