Na Câmara, reitor da UFG pede apoio para honrar compromissos e critica cortes no orçamento

Postado em: 14-10-2021 às 13h00
Por: Nielton Soares
Edward Madureira estima que são necessário o repasse de R$ 20 milhões para a instituição cumprir o período administrativo desde ano | Foto: reprodução

O reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira, e a professora da instituição, Maria Margarida, estiveram na Câmara Municipal de Goiânia, na manhã desta quinta-feira (14/10). Eles criticaram os cortes de verbas das universidades federais pelo Governo Federal.

A vereadora Aava Santiago (PSDB) cobrou empenho e responsabilidade dos parlamentares e agentes públicos a favor da universidade. “Quem fica contra a UFG fica contra o povo goiano”, afirmou. Segundo ela, no próximo ano, irá destinar 80% das emendas impositivas para a instituição. “A UFG salvou a minha vida”, disse.

Além dela, defenderam a UFG, os vereadores Marlon Teixeira e Mauro Rubem (PT). Vários outros parlamentares assinaram um documento que cobra mais repasse para a instituição. O valor estipulado é de R$ 20 milhões para conclusão do período administrativo de 2021.

Compartilhe: