TJGO atinge 88% de transparência e recebe o Selo Prata no Prêmio Goiás Mais Transparente

Postado em: 10-12-2021 às 15h37
Por: Giovana Andrade
Iniciativa tem o objetivo de incentivar a transparência das páginas de acesso à informação no âmbito do poder público estadual. | Foto: Divulgação

O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) foi contemplado com o Selo Prata no Prêmio Goiás Mais Transparente – Ranking do Compliance, na categoria Demais Poderes e Órgãos Constitucionais Autônomos do Estado de Goiás, pelo segundo ano consecutivo. Nessa edição, o TJGO alcançou o índice de transparência de 88,88%.

O prêmio, que visa reconhecer os órgãos públicos estaduais que tenham se destacado no Programa Compliance Público, é uma iniciativa conjunta do Tribunal de Contas do Estado (TCE-GO) e da Controladoria Geral do Estado (CGE). O objetivo é estimular o desenvolvimento e o aperfeiçoamento da transparência das páginas de acesso à informação no âmbito do poder público estadual.

A cerimônia de premiação, realizada nesta quinta-feira (09/12), fechou a Semana Internacional de Combate à Corrupção. O vice-presidente do TJGO, desembargador Zacarias Neves Coelho, representou o presidente do Tribunal, desembargador Carlos França, na solenidade de premiação que aconteceu no Auditório Desembargador José Lenar de Melo Bandeira, na sede do TJGO.

O desembargador Zacarias Neves Coelho agradeceu a homenagem prestada ao Tribunal de Justiça do Estado de Goiás e disse que o prêmio é resultado do aperfeiçoamento diário, “como também da utilização de ferramentas que facilitam o acesso da população às informações que o Tribunal de Justiça vem dando publicidade”. Ele também ressaltou a pontuação dada ao TJGO e informou que o Judiciário goiano irá melhorar cada vez mais em relação à transparência.

A solenidade contou também com as presenças do governador do Estado, Ronaldo Caiado; do vice-governador do Estado, Lincoln Tejota; do secretário da Controladoria-Geral do Estado, Henrique Moraes Ziller; secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda; do superintendente de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado da Secretaria de Segurança Pública, delegado Rodrigo Mendes, do presidente do Tribunal de Contas do Estado, Conselheiro Edson Ferrari; e da subprocuradora Geral de Justiça, Laura Ferreira Bueno.

Compartilhe: