“Preferem manequins sem cérebro”, afirma Miss Intercontinental sobre concursos de beleza

Postado em: 11-12-2021 às 15h30
Por: Maria Paula Borges
Comentário de Amanda Ford aconteceu após a mineira, Lorena Rodrigues, ter sido criticada por falar sobre Bolsonaro | Foto: reprodução

A Miss Intercontinental Amanda Ford comentou sobre a mineira, Lorena Rodrigues, ter sido criticada por falar sobre o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PL), no concurso Miss Grand International. Lorena utilizou seu momento como finalista para cobrar atitudes de Bolsonaro.

Na ocasião, Ford contou sobre como é ser Miss no Brasil e as punições em falar sobre política. “É conflitante ser Miss no Brasil e não falar de política sem ser punida. Você pode ser desclassificada, desconvidada e tantas outras coisas”, disse.

Além disso, a Miss Intercontinental complementou dizendo que os concursos preferem “manequins sem cérebro ao invés de mulheres que pensam”. “Muitos ainda querem mulheres que não pensam ou se expressam e já esperam as repostas prontas do tipo ‘queremos a paz mundial, nosso livro favorito é o pequeno príncipe’, etc. Preferem manequins sem cérebro ao invés de mulheres que pensam”, desabafou.

Amanda explicou ainda a mudança da mente feminina em relação aos tabus. “Isso está mudando, nós mulheres estamos mudando e queremos sim, falar sobre o que sabemos e acreditamos. Não somos mais só um rostinho bonito”, afirma.

Compartilhe: