Boato de que uso de celular causa câncer nos olhos é falso, explica oftalmologista

Especialista dá dicas de como cuidar da saúde ocular; confira

Postado em: 02-01-2022 às 15h20
Por: Giovana Andrade
Especialista dá dicas de como cuidar da saúde ocular; confira. | Foto: Reprodução

Com certeza você já deve ter ouvido falar que ler telas brilhantes à noite e no escuro pode prejudicar a visão, causando até maculopatia, o câncer de olho. No entanto, essa informação, muitas vezes resultante de “achismos”, não passa de um boato.

Primeiramente, os cânceres no olho possuem determinação genética, seja por exposição a agentes químicos ou solares, ou metástases de outros órgãos, é o que explica a oftalmologista do CBV – Hospital de Olhos Núbia Vanessa, desmistificando o surgimento de tumores devido a leituras realizadas em telas e no escuro.

O que de fato a leitura de telas brilhantes no escuro pode ocasionar é a inibição do sono, menor lubrificação ocular e até perda de visão. “A exposição prolongada à luz azul provoca a morte das células fotorreceptoras (sensíveis à luz), uma das causas da degeneração macular, uma condição incurável que causa cegueira, e não a maculopatia”, comenta a médica.

Continua após a publicidade

Quanto à inibição do sono, a Dr. Núbia explica que a luz azul emitida pela tela dos celulares ou computadores interrompe a produção de melatonina, o hormônio responsável pelo sono, causando insônia e irritabilidade, bem como cansaço diurno e má aproveitamento escolar e laboral.

Como a prevenção é sempre o melhor remédio, a oftalmologista Núbia Vanessa dá algumas recomendações para fazer o uso correto de aparelhos celulares durante a noite. São elas:

  • Instalar aplicativos no celular que permitem que a luminosidade seja alterada do azul para o amarelo ou alaranjado;
  • Evitar o uso de aparelhos eletrônicos até 2 ou 3 horas antes de dormir;
  • Preferir luzes amarelas quentes ou avermelhadas para iluminar a casa durante a noite;
  • Utilizar óculos que bloqueiam a luz azul;
  • Colocar um protetor de tela no celular e no tablet, que proteja da luz azul;
  • Usar proteção no rosto que proteja da luz azul, e que tenha antioxidantes na composição, que neutralizam os radicais livres.
  • Reduzir a utilização destes dispositivos, principalmente cerca de 30 minutos antes de dormir.

Veja Também