Nutricionista afirma que alimentação durante período de férias e recesso deve ter cuidados redobrados

Estudo aponta que, durante a pandemia, 19,7% das pessoas analisadas aumentaram ao menos 2kg no peso

Postado em: 09-01-2022 às 12h09
Por: Maria Paula Borges
Estudo aponta que, durante a pandemia, 19,7% das pessoas analisadas aumentaram ao menos 2kg no peso | Foto: reprodução

A Pesquisa Nacional de Saúde de 2019 aponta que, no Brasil, cerca de 20% das pessoas com mais de 18 anos estão obesas e a tendência é que o cenário se agrave com a Covid-19. Segundo o Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (Nupens-USP) realizou um estudo com 14.259 pessoas, apresentando resultados que, durante a pandemia, 19,7% dos analisados tiveram aumento de pelo menos 2kg no peso e 15,2%, viram redução nos números da balança.

De acordo com a nutricionista Jalily Moura, que atende no centro clínico do Órion Complex, em um cenário de recesso e férias é necessário ser cuidadoso na mudança de rotina. “Temos que ter um cuidado maior com a alimentação devido à mudança de rotina. O ideal é consumir alimentos leves e nutritivos, de fácil digestão e que ajudem na reposição de água e sais minerais perdidos na transpiração em praias e piscinas”, destaca.

Além disso, ele reforça que a higienização das mãos e preparo de alimentos devem ser feitos com cuidado redobrado. “É importante redobrar o cuidado com a higienização das mãos e evitar o consumo de frituras, preparações com muito sal e açúcar ou refeições diferentes daquelas que estamos acostumados a nos alimentar, para não ocorrer o risco de uma intoxicação alimentar”.

Continua após a publicidade

A nutricionista salienta ainda que os exercícios físicos são necessários. Ela explica que quando praticamos atividade física é comum ter menos vontade de comer “besteiras” devido ao efeito hormonal que a atividade física provoca no organismo.

Jalily explica também que é preciso manter a disciplina em momentos de lazer. “Para manter a disciplina nas férias, é importante lembrar que o curto período de mudança de rotina não deve interferir no hábito alimentar. Então, o ideal é acordar no horário como de costume e procurar se alimentar de forma saudável. Não exagerar no consumo de refeições ricas em carboidratos refinados como pães, bolos, massas, preparações com molhos, refrigerantes, sobremesas, entre outros”.

Segundo a nutricionista, é importante manter uma boa hidratação e dá dicas de como ajudar nesse quesito. “Beber mais água, consumir sucos no lugar do refrigerante, evitar o consumo de bebida alcoólica e bebidas açucaradas para evitar a desidratação, preferir a água com gás ou chás gelados que podem ser bons substitutos. Consumir mais frutas e vegetais frescos que também contenham mais líquidos. As frutas que contém mais água são melancia, melão, uva, morango, laranja, pêssego e mamão. A água de coco também é indicada. Além disso, levar lanchinhos na bolsa, como castanhas, para evitar o consumo de salgadinhos e bolachas”, destaca Jalily Moura.

Veja Também