Entenda o caso do CEO que demitiu 900 funcionários por uma reunião on-line de 3 minutos

Garg foi afastado logo após a ligação onde demitiu uma porcentagem da equipe.

Postado em: 19-01-2022 às 16h23
Por: Victoria Lacerda
Garg foi afastado logo após a ligação onde demitiu uma porcentagem da equipe. | Foto: Reprodução/Internet

O diretor-presidente da Better.com, Vishal Garg, anunciou que a empresa hipotecária demitiu cerca de 9% de sua força de trabalho durante um webinar pelo Zoom em dezembro de 2021. Logo após o ocorrido, o CEO tirou férias e está retornando agora para a empresa. 

Garg já havia se desculpado por como lidou com as demissões, porém durante suas férias, a CNN Business conseguiu um comunicado que explicava que o atual CEO explicou que tirou suas férias para “refletir sobre sua liderança, se reconectar com os valores que tornam a Better excelente e trabalhar em estreita colaboração com um coach executivo”.

Na última terça-feira (18/01), o CEO voltou ao trabalho, escrevendo uma nova carta, e escreveu: “entendo como essas últimas semanas foram difíceis. Lamento profundamente pela angústia, distração e constrangimento que minhas ações causaram. Passei muito tempo pensando sobre o que somos como empresa e o tipo de liderança que precisamos… e o líder que quero ser.”

Continua após a publicidade

Vale lembrar que Garg foi afastado logo após a ligação onde demitiu uma porcentagem da equipe. Em um comunicado à CNN, a empresa disse que as demissões tiveram que ser feitas devido a um balanço patrimonial feito pela empresa. Funcionários demitidos relataram à revista Fortune que foram acusados de “roubo” pelo CEO, que os chamou de “improdutivos” por trabalharem apenas duas horas por dia. 

*Com informações da CNN Brasil.

Veja Também