Universitários são conscientizados a doar sangue na Rede Estadual de Hemocentros; veja detalhes

O objetivo da criação do Banco de Oportunidade foi criado com o objetivo de conectar o estudante ao ambiente profissional e de aproximá-los das ações sociais no intuito de devolver para a sociedade o engajamento cívico

Postado em: 18-02-2022 às 16h01
Por: Eduarda Albuquerque
Orienta-se que, para doações na Rede Hemo, os alunos acessem a Central de informação do Bolsista no site da OVG | Fotografia: Reprodução

Por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), o Programa Universitário do Bem (Probem), iniciou as atividades do Banco de Oportunidades para beneficiários. Através do remanejamento do programa, a partir desse semestre, será possível que os estudantes façam doações de sangue e plaquetas ou se cadastrem como doadores de medula óssea em toda a Rede Estadual de Hemocentro (Rede Hemo), para otimizar o Banco de Oportunidades.

Para Jenyffer Estival Murça, gerente de Promoção e Integração ao Mundo do trabalho ProBem, o objetivo da criação do Banco de Oportunidade foi criado com o objetivo de conectar o estudante ao ambiente profissional e de aproximá-los das ações sociais no intuito de devolver para a sociedade o engajamento cívico.

“Uma das missões da OVG é promover a assistência social junto às pessoas que mais precisam, neste sentido, o estudante é chamado para participar do Banco de Oportunidades, essa participação é um critério para que ele permaneça no Probem”, explica.

Continua após a publicidade

Orienta-se que, para doações na Rede Hemo, os alunos acessem a Central de informação do Bolsista no site da OVG, selecione Doação de Sangue e faça o agendamento. O agendamento também pode ser feito pelo site do Hemocentro ou através do telefone 0800 642 0457.

Segundo a diretora geral da Rede Hemo, Denyse Goulart, além de cumprir com o propósito do programa, os estudantes são chamados para refletir sobre a importância do ato de doar sangue e são incentivados a envolver pessoas próximas nessa corrente do bem.

“Doar sangue, acima de tudo, é um gesto de amor pelo próximo. Desta forma, o incentivo realizado pela OVG aos estudantes é de suma importância, não só para abastecer os estoques atuais do Hemocentro, mas também uma forma de se criar uma cultura de doação entre esse público, que na maioria é jovem”, enfatiza a diretora.

Quem pode doar?

É preciso estar saudável e recomenda-se pesar acima dos 50 kg, apresentar documento de identificação válido no território nacional e ter entre 16 e 69 anos. Para aqueles que desejam doar antes dos 18, é necessário autorização dos pais ou responsáveis.

Aqueles que tomaram a vacina da febre amarela devem aguardar em torno de 30 dias para fazer a doação. Já para a vacina contra a gripe, o prazo é de 48 horas. No caso da vacina contra a Covid, é necessário esperar 48 horas após a dose de Coronavac e sete dias após a aplicação das demais.

Pessoas com diagnósticos (sintomáticos e assintomáticos) ou suspeita de Covid-19 devem efetuar a doação dez dias após recuperação completa.

SERVIÇO
Onde doar
– Hemocentro Estadual Coordenador Professor Nion Albernaz (Avenida Anhanguera, nº 5.195, Setor Coimbra), em Goiânia, e unidades da Rede Hemo no interior do Estado: Rio Verde, Jataí, Catalão, Ceres, Iporá, Quirinópolis, Formosa e Porangatu.
Quando doar – De segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas. Em Goiânia, também aos sábados, das 8 às 12 horas.

Quem não pode doar sangue?

Pessoas que tenham evidências clínicas ou laboratoriais de doenças sexualmente transmissíveis, como hepatite B e C, AIDS (vírus HIV) e demais doenças ligadas ao vírus HTLV I e II.

Existem diversas condições temporárias que também impedem a doação. Você pode conferir no site da Fundação Pró-Sangue.

Veja Também