Confira caso da mulher queimada viva em um templo de igreja evangélica por estar “possuída”

Uma "revelação divina" levou a mulher de 25 anos a ser amarrada e queimada vida em suposta tentativa de exorcismo

Postado em: 22-02-2022 às 15h54
Por: Cecília Sampaio
Uma "revelação divina" levou a mulher de 25 anos a ser amarrada e queimada viva em suposta tentativa de exorcismo | Foto: reprodução

Há exatos 5 anos, em fevereiro de 2017, a nicaraguense Vilma Trujillo, de 25 anos, foi levada a um templo da igreja evangélica Visão Celestial das Assembleias de Deus, em El Cortezal, no noroeste do país, para uma oração de cura. Ela teve seus pés e mãos amarrados sob supervisão do pastor da igreja, reconhecido pelas autoridades como Juan Gregorio Rocha, na época a igreja não o reconheceu como pastor.

No dia 21 Trujillo foi queimada a mando da diaconisa da igreja, Esneyda del Socorro Orozco, com a desculpa de ter tido uma revelação divina para curar a vítima por meio do fogo. A jovem sofreu queimaduras de primeiro e segundo grau em 80% do corpo e por mais que tenha sido levada a um hospital em Manágua, a capital, acabou falecendo.

Esse caso levou 5 pessoas a serem detidas e porta-voz da Comissão de Direitos Humanos da Nicarágua, Pablo Cuevas, pediu ao governo um controle mais firme dos grupos religiosos no país.

Veja Também