Noiva para o trânsito enquanto faz ensaio de casamento com tema de faroeste; confira

Após o vídeo viralizar nas redes socais, a mulher ficou conhecida como 'Dama de Vermelho', mas agora terá que prestar esclarecimentos a Policia

Postado em: 24-02-2022 às 11h19
Por: Alexandre Paes
Após o vídeo viralizar nas redes socais, a mulher ficou conhecida como 'Dama de Vermelho', mas agora terá que prestar esclarecimentos a Policia | Foto: Reprodução

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram integrantes de um Clube de Tiro de Taguatinga que aparecem armados e interrompendo o trânsito na Avenida Samdu Norte. No vídeo é possível ver que os envolvidos chegam armados, esperam o semáforo fechar, se posicionam ao longo da faixa de pedestre com fuzis e outros artefatos, que seriam de pressão, enquanto uma mulher com um vestido vermelho desfila diante dos condutores. (Veja o vídeo abaixo)

O caso ocorreu no sábado (19/2), mas só ganhou destaque ontem (23/2), após as imagens viralizarem. Os participantes do ato estão sob investigação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), e o que parecia uma intervenção paramilitar, logo passou a ser explicado nas redes como um ensaio fotográfico de pré-casamento da consultora de vendas Dilma Lane Barbosa, publicado em seu perfil on-line.

Além da população que presenciou o momento inusitado, os agentes policiais não acharam graça no ato de obstrução da via pública. Após a repercussão, a PCDF apreendeu as oito armas que foram utilizadas e colheu depoimento da maioria dos participantes.

Continua após a publicidade

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Joás Bragança, além de recolher os armamentos, o dono do clube de tiro foi ouvido. “As armas apreendidas serão periciadas a fim de se verificar se são aptas a realizar disparos ou se são apenas de airsoft. A perícia que vai nos dizer isso. Caso sejam de verdade, os responsáveis responderão por porte ilegal de arma de fogo”, afirmou.

Explicações

A noiva que fazia seu ensaio fotográfico de casamento, acabou ficando conhecida como “dama de vermelho”, e desativou suas redes sociais por conta da grande repercussão e devido ao possíveis esclarecimentos que deveram ser prestados a polícia.

Ao Correio Braziliense, o clube de tiro enviou uma nota oficial. No texto, o estabelecimento esclareceu que “não tem qualquer envolvimento com o ocorrido, não sendo responsável por qualquer iniciativa relacionada à filmagem, produção ou divulgação do respectivo vídeo.”

Por fim, o clube ressaltou que reafirma o compromisso para com a comunidade em geral de não admitir qualquer tipo de publicidade assemelhada e reiterou que adotou as medidas cabíveis para os esclarecimentos.

Veja Também