Influencer Maíra Cardi usa o termo “estupro alimentar” e vira alvo de críticas; Nutricionista goiana comenta

O vídeo foi postado ontem (2/3) e conta com mais de 1.8 milhões de visualizações, e 89,9k de curtidas até a manhã de hoje (3/3)

Postado em: 03-03-2022 às 11h52
Por: Redação
O vídeo foi postado ontem (2/3) e conta com mais de 1.8 milhões de visualizações, e 89,9k de curtidas até a manhã de hoje (3/3) | Foto: Reprodução

Iara Godoi e Ícaro Gonçalves

A digital influencer e coach alimentar Maíra Cardi se tornou mais uma vez alvo dos holofotes na Internet. A esposa do participante do Big Brother Brasil 2022, Arthur Aguiar, compartilhou em sua conta no aplicativo TikTok um vídeo onde citava o termo “estupro alimentar” para se referir aos atos de quando uma pessoa “força” outra a ingerir alimentos contra sua vontade.

“É quando a pessoa que você mais ama, que diz que mais te ama, sua mãe, seu marido, sua melhor amiga te empurra goela abaixo, aquilo que você disse não. [..] É dificil dizer não, eu sei. Mas mais difícil ainda é lidar com quem te ama te forçando, te obrigando a comer aquilo que te faz mal. Só você sabe o quanto você chora no travesseiro, no seu silêncio da noite”, declarou a influencer no vídeo.

Continua após a publicidade

A gravação foi publicada na última quarta-feira (2/3) e conta com mais de 1.8 milhões de visualizações, e 89,9k de curtidas até a manhã de hoje (3/3). O conteúdo foi compartilhado em outras redes sociais como Twitter e Instagram, causando enorme repercussão negativa. Diversos internautas comentaram sobre o caso.

“Maira Cardi é uma ameaça à saúde alimentar, além de incentivar as pessoas a fazerem jejuns completamente absurdos e querer controlar o corpo do próprio marido, agora vem com um papo MALUCO de estupro alimentar. Alguém por favor pare essa mulher”, comentou um usuário do Twitter.

“4 anos de nutrição pra ouvir a Maira Cardi falar de “estupro alimentar”.. Gente por Deus, queria entender da onde essa mulher tira essas coisas mirabolantes pra falar”, declarou outra internauta.

Termo inadequado

Em entrevista ao jornal O Hoje, a nutricionista goiana Beatriz Duarte destacou que o termo usado por Maíra Cardi não existe em meio ao campo da Nutrição e que seu uso pode aumentar o que é chamado de “terrorismo nutricional”. “O terrorismo nutricional é justamente tratar a alimentação de uma forma pejorativa. Como se uma boa alimentação fosse uma obrigação. As pessoas passam a colocar um peso muito grande em cima das outras para ter que comer determinados alimentos”, destacou a nutricionista.

“Estupro alimentar é um termo inadequado de se usar. Seu uso pode ser prejudicar e assustar aqueles que buscam ajuda profissional. O que tentamos trabalhar com os pacientes é que se alimentar com determinados alimentos não é nenhum sinal de fraqueza, como Maíra coloca no vídeo. Destacamos ao paciente a sua autonomia alimentar, ou seja, toda pessoa é livre para escolher aquilo que ela quer comer ou não, sem fazer disso uma obrigação. Buscamos trabalhar a alimentação de uma forma leve e tranquila”, destacou Beatriz.

Outra questão levantada pela nutricionista é o fato de que Maíra Cardi, apesar de trabalhar como coach do ramo, não é uma nutricionista, portanto, não detém formação específica para abordar temas complexos ligados à alimentação.

Apesar das diversas críticas, alguns seguidores de Maíra Cardi defenderam seu posicionamento. “Nem todos vão entender, só quem é infeliz por estar fora do peso e estar tentando manter o foco.” Comentou uma usuária do TikTok.

Assista:

Veja Também