Fiel que pagou R$ 200 mil a Universal para comprar “lugar no céu” terá o dinheiro de volta

A vítima afirma ter sofrido diversas pressões psicológicas para realizar as ofertas

Postado em: 23-03-2022 às 15h21
Por: Augusto Sobrinho
A vítima afirma ter sofrido diversas pressões psicológicas para realizar as ofertas | Foto: Reprodução

A Igreja Universal do Reino de Deus foi condenada a devolver R$ 204,5 mil para fiel, de 53 anos, que se sentiu coagida a pagar por “lugar no céu”. Segundo a mulher, ela frequentava o local desde 1999 devido a problemas pessoais e que o líder religioso fez diversas pressões psicológicas para realizar as ofertas.

Esta foi a decisão tomada recentemente pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Na sentença, o juiz Carlos Bottcher declarou que a professora foi vítima de coação. Os foram ofertados pela mulher à igreja eram eram economias de 30 anos de trabalho e aconteceram, principalmente, entre dezembro de 2017 e junho de 2018.

Na ação, a vítima afirmou que fez as contribuições para conseguir um lugar no céu. F.S. realizou doações porque tinha convicção de que apenas se sacrificando agradaria a Deus e teria a sua bênção”, afirma a defensora pública Yasmin Pestana, que destaca que a coação também é realizada pelo “temor”.

Veja Também