Ex-BBB Rodrigo Mussi aparece pela primeira vez após acidente e declara: ‘É uma segunda chance’

Postado em: 27-05-2022 às 13h04
Por: Victória Vieira
A entrevista vai ao ar em 29 de maio, no programa Fantástico transmitido pela TV Globo | Foto: Reprodução/Globo

Nesta sexta-feira (27/5), o ex-BBB Rodrigo Mussi fez sua primeira aparição pública após o acidente de carro sofrido em março, em São Paulo. Ele deu uma entrevista ao repórter Maurício Ferraz, dando relatos exclusivos sobre o acidente, recuperação e quais são seus próximos passos nessa nova etapa de vida. A entrevista vai ao ar em 29 de maio, no programa Fantástico transmitido pela TV Globo.

Depois de passar quase um mês internado, o ex participante do Big Brother Brasil 22, teve alta em abril, passando por um tratamento na Instituição de reabilitação Lucy Motoro. A rede é conhecida em todo o Brasil pelo o uso de alta tecnologia na recuperação dos pacientes. Rodrigo agora está em casa e tentando viver um dia de cada vez. “Estou de volta. Quero agradecer demais o carinho, o amor e as orações de vocês. Milagres existem muito por conta das orações de vocês. Estou feliz. É uma segunda chance e espero retribuir ao mundo de uma maneira ainda maior e muito melhor”, comentou.

O acidente ocorreu por volta das 3 horas da manhã na madrugada do dia 31 de março. Ele foi assistir ao jogo que estava sediando a final do Campeonato Paulista, localizado no Estádio Cícero Pompeu de Toledo. Voltando do evento, o carro do aplicativo de transporte que levava Rodrigo, bateu na traseira de um caminhão. O ex-bbb estava sem cinto de segurança e foi arremessado para fora da janela. Mussi passou por três cirurgias e seu estado de saúde era grave.

O condutor do carro, Kaique Faustino Reis, e o do caminhão realizaram teste de bafômetro, mas ambos resultados deram negativo. A polícia de São Paulo concluiu que o motorista de aplicativo foi imprudente e cumpria uma jornada de trabalho excessiva. O acidente foi classificado como lesão corporal culposa, ou seja, quando o crime foi praticado com imprudência, negligência ou imperícia. A suspensão da carteira de motorista é de seis meses a dois anos.

Estando em tratamento, Rodrigo Mussi compartilhou em seu perfil no Instagram uma mensagem aos seguidores, declarando que não sobreviveu à toa e agradeceu pela oportunidade de viver de novo. Confira a publicação a seguir:

Compartilhe: