Após moradores protestarem contra cancelamento do show de Gusttavo Lima, TJBA libera show do cantor

A decisão veio da Justiça da Bahia (TJBA), que resolveu proibir a realização da XVI Festa da Banana no município, após as polêmicas envolvendo o artista. Entretanto, neste sábado (4/6), o veredito foi revogado e agora o cantor poderá se apresentar no evento.

Postado em: 04-06-2022 às 15h18
Por: Victória Vieira
A decisão veio da Justiça da Bahia (TJBA), que resolveu proibir a realização da XVI Festa da Banana no município, após as polêmicas envolvendo o artista. Entretanto, neste sábado (4/6), o veredito foi revogado e agora o cantor poderá se apresentar no evento | Foto: Reprodução/ TV Santa Cruz

Na tarde de ontem, os moradores de Teolândia, interior da Bahia, ficaram revoltados após o show do cantor Gusttavo Lima ser cancelado. A decisão veio da Justiça da Bahia (TJBA), que resolveu proibir a realização da XVI Festa da Banana no município, após as polêmicas envolvendo o artista. Entretanto, neste sábado (4/6), o veredito foi revogado e agora o cantor poderá se apresentar no evento.

Tudo começou quando os moradores não concordaram com a decisão. Eles foram às ruas protestar contra e interditaram o quilômetro 349 da BR-101. No vídeo divulgado, é possível ver as pessoas gritando e exclamando: “Sem festa, sem pista!”. Logo em seguida, os protestantes começaram a chamar o apelido de Gusttavo, o “embaixador”. 

“Todo mundo investiu altíssimo em itens de salão de beleza, roupa, barracas, e agora vai sair no prejuízo”, comentou Arianne Rodrigues, moradora da região que comprou materiais para fazer comidas e vender na festa.

Continua após a publicidade

A Polícia Rodoviária Federal foi acionada para cuidar da situação e os agentes conseguiram tirar os manifestantes da rodovia, liberando a passagem para os condutores. Em declaração ao acontecimento, a prefeita de Teolândia, Maria Baitinga de Santana (Progressistas), disse que Gusttavo Lima era o seu “sonho”. 

A confirmação da realização do festival foi feita pela prefeita em seu perfil no instagram, que compartilhou a nova decisão do Tribunal de Justiça da Bahia. “Ninguém consegue derrotar aquele que Deus escolheu para vencer. Deus é justo! Deus sonda e conhece o meu coração”, escreveu no post. 

Segundo o juiz Alberto Raimundo Gomes dos Santos, o evento é realizado há 16 anos, e neste ano já houve a divulgação com notoriedade por vários meses, inclusive, no Diário Oficial da região, desde março e além disso, as contratações de bandas não foram impugnadas oportunamente pelo Ministério Público.

A autoridade judiciária ainda destacou o âmbito econômico, justificando que houve uma expectativa da população local, em especial dos comerciantes, autônomos e diversos ambulantes, que investiram recursos próprios na compra de mercadorias, aguardando assim o retorno financeiro para quitar os gastos.

Veja Também