Empregada é acusada de assassinar e enterrar patroa com ajuda do namorado, no Pará

Postado em: 08-06-2022 às 19h10
Por: Ana Bárbara Quêtto
Antes de enterrar a vítima, o casal teria roubado as jóias da mulher. Os suspeitos levaram a esquipe policial até o local do crime, onde a patroa estava enterrada. | Foto: Reprodução.

As Polícia Civil e Militar do Pará prenderam uma empregada doméstica é acusada de matar a patroa, nesta segunda-feira (6/6). Beiliane Guedes dos Santos e o namorado, Wendel Silva Castro, confessaram o crime de latrocínio contra, Jaqueline do Socorro de Vieira Cunha.

Jaqueline estaria desaparecida desde o último sábado (4/6), em Porto de Moz, sudeste do Pará. O sumiço da mulher foi logo notado pelos amigos e familiares, uma vez que a empresária era muito conhecida na cidade.

Após prévia investigação, a polícia, por meio de câmeras de segurança, conseguiu descobrir que a empregada contou com a ajuda do namorado para matar e enterrar o corpo da patroa.

Antes de enterrar a vítima, o casal teria roubado as joias da mulher. Os suspeitos levaram a esquipe policial até o local do crime, onde a patroa estava enterrada.

A Polícia Científica do Pará foi acionada e está cuidando das demais exigências do caso. O casal está à disposição da Justiça.

Sequestro da patroa

A empregada confessou ter sequestrado a patroa antes de mata-la. Em um primeiro momento, Wendel tentou negar o envolvimento no crime, mas, depois confirmou ter ajudado a namorada.

Por questão de segurança, o casal foi transferido para o presídio em Vitória do Xingu, onde aguardam uma decisão da justiça. O roubo seguido de morte, tem pena de reclusão de 20 a 30 anos e multa.

Compartilhe: