Mônica Martelli emociona em entrevista ao lembrar de Paulo Gustavo: ‘Não tem aceitação’

Postado em: 19-06-2022 às 11h54
Por: Victória Vieira
Ao ser questionada sobre o processo de luto, a atriz se emocionou ao falar que saudades não é a palavra certa quando ela lembra do amigo e que não tem aceitação para o que aconteceu | Foto: Reprodução/Instagram

Na última terça-feira (14/6), o programa Conversa com Bial foi motivo de muito choro e saudade. A atriz Mônica Martelli se emocionou ao lembrar de Paulo Gustavo, humorista que infelizmente, faleceu devido à complicações da Covid-19.

Recentemente, a morte do artista completou um ano. Após ser perguntada sobre a cena final de “Minha Vida em Marte 2″, o apresentador Pedro Bial comentou sobre o diálogo entre os dois e Mônica abriu o jogo: ” O Paulo Gustavo falava que a gente aqui não é Anibal e Fernanda. Aqui a gente é Mônica e Paulo Gustavo, somos nós. Era o que ele falava para mim e eu falava para ele.” ” Eu falava: Cara, eu gosto de fazer tudo com você! A gente faz tudo junto. Então aquilo era um diálogo nosso no dia a dia e a Susana (diretora do filme e irmã da atriz) anotando”, acrescentou Martelli.

Ao ser questionada sobre o processo de luto, a atriz se emocionou ao falar que saudades não é a palavra certa quando ela lembra do amigo e que não tem aceitação para o que aconteceu. “O luto é uma coisa muito louca, porque são várias fases, que eu já conhecia… Mas é totalmente instável. (…) Eu confiava na visão que ele tinha de mundo, ele era muito inteligente.”, disse.

“Não tem aceitação! Quando alguém pergunta se eu sinto muita saudade, eu falo saudade? Saudade é uma palavra que não dá conta para o que eu sinto, é pouco. É uma falta diária daquela pessoa que te ligava o dia inteiro”, finaliza.

Na entrevista, a atriz confirmou que irá dar sequência de “Minha Vida em Marte 2”, mesmo que tenha pensado antes em não fazer por viver com a “dor” de não ter mais Paulo Gustavo ao seu lado. Entretanto, ela conta que depois de um tempo, decidiu retomar o filme e fazer sobre tudo o que sentiu, tratando sobre a realidade da morte do amigo, mas ressaltando que não fará com o intuito do público rir, mas de mostrar a verdade sobre seus sentimentos.

“A minha vida foi pautada em escrever tudo que eu vivo, é até uma forma de me curar. Tudo que eu passo na minha vida eu escrevo, então vou escrever essa dor que tô sentindo. Vou escrever esse luto”, confessou.

Filho de Mãe

No sábado (18/6), a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, informou que a plataforma de streaming Amazon Prime, está preparando um filme oficial de Paulo Gustavo com imagens inéditas do humorista.

O longa irá mostrar registros das turnês em que Paulo Gustavo esteve acompanhado da família, contando com depoimentos de familiares, amigos e colegas de trabalho do artista, sendo eles: Déa Lúcia e Thales Bretas, mãe e viúvo do ator, Mônica Martelli, Tata Werneck e Ingrid Guimarães também estarão presentes.

O filme no entanto, ainda não possui data de lançamento.

Compartilhe: