Goiás reajusta valor do repasse do Programa Bolsa Estudo

230 mil alunos matriculados no Ensino Médio da rede passam a receber R$ 111,92 por mês

Postado em: 30-07-2022 às 08h21
Por: Maria Paula Borges
O crédito do Bolsa Estudo é depositado no cartão entregue nas escolas | Foto: Divulgação

A partir do mês de agosto, os 230 mil estudantes de Ensino Médio da rede estadual de ensino receberão, cada um, o valor mensal de R$ 111,92 de Bolsa Estudo. Com o reajuste, o Governo de Goiás passa a investir no programa o total de R$ 25,7 milhões. Para receber o valor mensal, os estudantes precisam ter uma frequência mínima mensal de 75% e média igual ou superior a 6,0 em todas as disciplinas.

O crédito do Bolsa Estudo é depositado no cartão entregue nas escolas, e pode ser utilizado para a realização de compras. O reajuste de R$ 100,00 para R$ 111,92 foi feito por meio do decreto nº 10.122, de 28 de julho de 2022. 

Esse novo valor será aplicado nas parcelas que serão pagas entre agosto e dezembro de 2022. No ano de 2023, o Bolsa Estudo deve passar por nova correção monetária.

Continua após a publicidade

Lançado em 2021, o Bolsa Estudo visa incentivar a aprendizagem e combater a evasão escolar entre os jovens matriculados nas 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio. Para isso, cada estudante recebe 10 parcelas anuais, sendo uma parcela para cada mês letivo. Não há repasses nos meses de janeiro e julho, que correspondem aos meses de férias escolares. 

Sobre o programa

O programa Bolsa Estudo foi instituído pela lei estadual nº 21.162/2021 e consiste em uma política pública de caráter educacional e assistencial, vinculado ao programa Busca Ativa: Acolher para Permanecer. 

O principal objetivo do programa é combater a evasão escolar entre os jovens matriculados no Ensino Médio. Isso porque, segundo levantamento da Secretaria de Estado da Educação (Seduc/GO) feito em maio de 2021, 34% dos alunos desta etapa de ensino informaram que deixaram a escola em função da necessidade de trabalhar. 

Veja Também