Jennette McCurdy lança autobiografia revelando abusos maternos e assédio nos bastidores de iCarly

A artista revelou todas as situações enfrentadas na sua autobiografia: "Eu Estou Feliz Que Minha Mãe Morreu".

Postado em: 11-08-2022 às 14h17
Por: Victória Vieira
O livro foi lançado na terça feira (9/8) e é marcado por ações dolorosas da sua mãe, Debra McCurdy | Foto: Divulgação

Após o fim de iCarly, série juvenil de comédia que conquistou uma legião de fãs, muitos telespectadores ficaram curiosos com o destino dos atores, já que alguns sumiram das telas de TV, em especial a atriz que interpretava a personagem Sam Puckett, Jennette McCurdy. Aos 30 anos, ela está afastada da carreira desde 2017 em decorrer de severas sequelas do abuso físico e mental realizadas pela sua mãe, além de traumas vividos nos bastidores de iCarly. A artista revelou todas as situações enfrentadas na sua autobiografia: “Eu Estou Feliz Que Minha Mãe Morreu”.

O livro foi lançado na terça feira (9/8) e é marcado por ações dolorosas de sua mãe, Debra McCurdy. A artista conta que foi vítima de um distúrbio alimentar quando completou 11 anos, pois teve que cumprir dietas e restrições alimentares impostas pela mulher.

Relembrando um episódio específico, a atriz relata sobre quando sua mãe estava no leito da UTI, dias antes de morrer, e teve que afirmar para a mãe o quão magra estava, alcançando o peso idealizado por Debra, 89 kg. Segundo ela, isso daria uma motivação para a mãe acordar.

Continua após a publicidade

“Mãe, eu estou…. tão magra agora. Eu finalmente alcancei os 89 kg”, relembrou. “(…) Tive muita ansiedade por precisar comer na frente da câmera em quase todos os episódios de ‘iCarly’. Era uma piada em que meu personagem se envolveu. Não sabia como lidar com isso na época”, contou.

Mccurty ainda caracteriza sua mãe como narcisista. Dentre diversas situações bizarras, uma delas era que a mulher deu banho nela até completar seus 18 anos para garantir que ela lavasse o cabelo direito. “Ela cometeu abusos emocionais, mentais e físicos”, declarou o jornal USA Today.

Debra McCurdy morreu em 2013 devido a um câncer de mama. Um momento relatado na obra foi o “ensaio do funeral”, quando a mãe da artista foi diagnosticada, ela avisou que queria preparar o evento, sendo uma forma de assistir seu próprio velório. A mulher obrigou Jennette mostrá-la a música que iria usar para cantar e fazia exigências, dizendo: “Você não está demonstrando emoção suficiente. Preciso de mais”.

Depois do falecimento da genitora, a atriz conta que começou fazer terapia e outros tratamentos para superar o trauma sofrido durante todos os 30 anos. “Eu não tenho nenhum sintoma de transtorno alimentar há anos. Eu me sinto tão livre”.

Bastidores sombrios de iCarly

A série juvenil iCarly conquistou milhares de telespectadores. O sitcom estreou em 2007 e teve seu fim em 2012. Apesar dos episódios ter trazido felicidade, arrancando risos dos adolescentes, a realidade dos bastidores era diferente. Jenette anunciou maus-tratos, abusos e assédio por parte da Nickelodeon, especificamente vindos do criador da série, Dan Schneider.

“Fui fotografada de biquíni em uma prova de guarda-roupa e sendo encorajada a beber álcool pela figura intimidadora do ‘O Criador'”, confessou.

Trechos no livro mostram um diálogo reproduzido por ela e o diretor, alegando que ele havia oferecido bebida alcoólica, enquanto massageava seus ombros. Afim de conter os danos e exposições, o canal infanto-juvenil ofereceu 300 mil dólares para a atriz não revelar sobre essa e outras situações de assédio.

Por isso McCurdy recusou-se a participar do revival de iCarly. Depois de inúmeras especulações, ela admitiu o motivo da decisão. Entretanto, esclareceu que ainda mantém contato com Miranda Cosgrove (intérprete de Carly, amiga de Sam) e não sente nada além de amor pela ex-companheira de cena.

“Acho que o conteúdo é constrangedor. […] preciso a estabilidade financeira. Sou grato pelas portas que ele abriu para mim de tantas maneiras e pelas amizades que fiz. Mas o conteúdo disso só me envergonha”, admitiu.

Jennette McCurdy vs. Ariana Grande

Outra declaração polêmica foi a revelação dos bastidores de Sam & Cat, série em que a atriz trabalhou juntamente com a cantora Ariana Grande. Haviam rumores sobre os bastidores da gravação, delatando um clima de tensão entre as duas atrizes teens. A intérprete de Sam, no entanto, confirmou a especulação.

“Em uma semana, me disseram que a Ariana não iria aparecer, e que eles iriam justificar sua ausência com um episódio em que a sua personagem ficaria presa numa caixa. Você tá brincando comigo?”, escreveu Jennette. “Então, eu preciso recusar papéis em filmes enquanto a Ariana está fazendo um falsete no Billboard Music Awards? Que. Se. Foda. Isso”, adicionou.

Segundo a autora, a diva do pop desfrutava de privilégios, enquanto as mesmas oportunidades não eram oferecidas para ela e isso a revoltava. No relato, McCurty destaca: “Eu não gostava dela. Eu não poderia gostar dela.”

“Se eu não tivesse sido tão compreensiva eu não estaria nessa situação, pra começo de conversa. Eu não estaria nessa série de merda, falando esses diálogos de merda, nesse set de merda e com esse estilo de cabelo de merda. Talvez minha vida fosse inteiramente diferente agora. Eu fantasio com uma vida diferente. Mas não é diferente. (…) Ariana falta o trabalho pra percorrer a sua carreira musical e eu contraceno com uma caixa. Eu fico puta com isso. E eu fico puta com ela. Tenho inveja dela”, desabafou.

Veja Também