Ator de ‘Riverdale’ culpado de assassinar a própria mãe é condenado a prisão perpétua

A decisão ocorreu na audiência de condenação do artista nesta quarta-feira (21/9)

Postado em: 25-09-2022 às 12h30
Por: Victória Vieira
As informações foram confessadas aos policiais e também escrita no seu diário apreendido como prova do crime | Foto: Reprodução

O ator Ryan Grantham, de 23 anos, culpado de assassinar a própria mãe, foi condenado a prisão perpétua no Canadá. De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, o jovem poderá ser elegível para liberdade condicional em 14 anos. A decisão ocorreu na audiência de condenação do artista nesta quarta-feira (21/9).

O caso aconteceu em 31 de março de 2020. A mãe de Grantham, Barbara Waite, de 64 anos, estava dentro de casa tocando piano quando foi atingida por um tiro na nuca. A mulher não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

O ator confessou o crime em junho deste ano, respondendo por assassinato em segundo grau. Além disso, ele revelou que estava planejando matar o primeiro-ministro do país, Justin Trudeau.

Continua após a publicidade

No dia seguinte, Ryan cobriu o corpo da mãe com um lençol e seguiu para matar o político. Porém, começou a surtar, escreveu no seu diário e gravou um vídeo ao lado do corpo da vítima. Com isso, ele saiu para pegar dinheiro, voltou para casa, realizou a testagem dos coquetéis molotov que seriam utilizados contra o governante e assistiu televisão por duas horas e meia.

As informações foram confessadas aos policiais e também escrita no seu diário apreendido como prova do crime.

Grantham estava no meio do caminho para realizar seu segundo crime, mas acabou mudando de ideia e se entregou às autoridades. A audiência será retomada na próxima semana.

Famoso por participar da série “Riverdale“, querida entre os jovens, ele também fez parte do elenco de “Sobrenatural” e “iZombie”. Um dos maiores destaques na sua carreira dentro da área cinematográfica foi na primeira franquia do filme “Diário de um Banana”.

Veja Também