Cabeleireira confessa que matou moradora de rua e alega legítima defesa

Um motorista de aplicativo e a cabeleireira, foram levados para a delegacia como suspeitos do crime.

Postado em: 30-09-2022 às 18h05
Por: Lorenzo Barreto
Um motorista de aplicativo e a cabeleireira, foram levados para a delegacia como suspeitos do crime. | Foto: Reprodução | TV Anhanguera

Jennifer Aparecida Jordão Alves, 38 anos, presa suspeita de matar uma moradora de rua a facada, confessou o crime, segundo a Polícia Civil, mas disse que agiu para se defender. O filho da vítima, um bebê de aproximadamente dois meses, foi encontrado sozinho em um barraco a cerca de 800 metros do local do crime, em Goiânia.

Um motorista de aplicativo e a cabeleireira, foram levados para a delegacia como suspeitos do crime. O motorista, no entanto, não ficou preso, mas seguirá sendo investigado.

O delegado Marcos Gomes informou que os dois mantinham um relacionamento há cerca de quatro dias. Na quinta-feira (30), o casal foi no carro do motorista até a rua onde a vítima estava. Depois do crime, voltaram para a casa do homem, onde a Polícia Militar os encontrou.

Continua após a publicidade

“A Jennifer confessou, mas alegou que agiu em legítima defesa. Segundo a suspeita, a Joice estava com uma faca e tentou agredi-la. A suspeita, então, teria conseguido tomar a faca e a golpeou. No primeiro interrogatório não ficou claro a motivação do crime, por isso ela será ouvida novamente”, disse o delegado.

A arma que teria sido usada no crime foi encontrada no Ribeirão Anicuns. No carro do suspeito preso foi encontrada gotas de sangue. Todo material será estudado pela Polícia Científica.

Siga oHoje nas redes sociais e acompanhe tudo pelo portal.

Veja Também