Aprovado projeto que insere pit dogs como patrimônio cultural de Goiás

De autoria da deputada Adriana Accorsi (PT), o projeto teve 25 votos favoráveis e nenhum contra| Foto: Reprodução

Postado em: 10-09-2020 às 09h30
Por: Redação
De autoria da deputada Adriana Accorsi (PT), o projeto teve 25 votos favoráveis e nenhum contra| Foto: Reprodução

Da Redação

Foi aprovado, durante sessão ordinária híbrida realizada pela Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) nessa quarta-feira (9), o projeto que decreta como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de Goiás a gastronomia e cultura dos pit dogs goianos. De autoria da deputada Adriana Accorsi (PT), o projeto teve 25 votos favoráveis e nenhum contra.

Segundo a deputada, o período tem sido crítico para proprietários desses estabelecimentos, que se veem ameaçados pela abertura de licitação, proposta por ação movida pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO), em que os food trucks, principalmente vindos de outros estados, poderão ocupar os locais das tradicionais lanchonetes goianas e que, por isso, se perca parte da cultura de Goiás.

Continua após a publicidade

“Podemos citar algumas razões pelas quais os pit dogs são um patrimônio cultural e gastronômico de Goiás, pois são lugares totalmente democráticos, frequentados por todas as classes sociais; seus produtos são comercializados por um excelente custo-benefício; proporcionam um momento de lazer para as famílias, em pleno ar livre. Durante décadas fazem parte dos usos e costumes da população. São comércios que estão há décadas no mesmo ponto e já se incorporaram à paisagem e aos hábitos dos goianienses. O pit dog faz parte de nossa constituição cultural”, disse.

Hoje, são 1.602 pit dogs em Goiânia e mais de 2.5 mil em todo estado registrados no Sindicato de Proprietários de Pit Dogs em Goiânia (Sinopitdog). A parlamentar lembrou a história das lanchonetes, que há mais de cinco décadas ocupam praças e avenidas. Segundo ela, a terminologia pit dog foi reivindicada como uma invenção goiana. Adriana defende que o objetivo é garantir o direito de milhares de cidadãos que tiram dos pit dogs o sustento de suas famílias, e ainda assegurar o lazer e o costume dos goianienses, ao regulamentar o tombamento desses estabelecimentos em Goiás. 

Veja Também