18 de junho de 2018 - segunda-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cidades
Qualificação
12/03/2018 | 17h10
Presos de Aparecida de Goiânia participam de curso de serralheria
Foram selecionados 15 detentos que vão participar durante 20 dias do curso, com carga horária de 160 horas. R$ 250 mil foram investidos nas capacitações

Reeducandos que cumprem pena na Penitenciária Odenir Guimarães, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, participaram nesta segunda-feira (12), da aula inaugural do Curso de Serralheria ministrada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Nesta etapa, foram selecionados 15 detentos que vão participar durante 20 dias do curso, com carga horária de 160 horas. Alguns dos alunos já trabalham na indústria do complexo prisional e agora terão a oportunidade de se capacitarem.

A qualificação é fruto de convênio entre a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) e o Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça (Depen/MJ), por meio do Programa de Capacitação Profissional de Implementação de Oficinas Permanentes (Procap), e tem o objetivo de qualificar a mão de obra carcerária.

Além da parte prática, há a preocupação de falar sobre segurança no trabalho, educação ambiental e dar orientações sobre como se portar no mercado de trabalho. As modalidades ministradas possibilitam também o empreendedorismo. Os principais critérios para frequentar os cursos são bom comportamento e vontade por parte do candidato.

Ao finalizar o curso, todos os alunos vão trabalhar na indústria do Complexo Prisional de Aparecida na fabricação de celas, grades, barras de ferro, entre outros produtos usados nas unidades prisionais de todo o estado. Em Itumbiara, na região Sudeste do estado, os detentos iniciam nesta semana o curso de artefato de cimento, também ministrado pelo Senai. A instituição foi responsável pelo curso de corte e costura industrial oferecido aos detentos no final do ano de 2017.

Ao todo serão capacitadas 130 pessoas em Corte e Costura, Serralheria, Pedreiro e Fabricação de Artefatos de Cimento nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Orizona, Itumbiara, Luziânia e Ceres. Para estas capacitações foram investidos R$ 250 mil, oriundo de convênio firmado com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

 Foto: Divulgação

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)