Quarta-feira, 30 de setembro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Jean é apresentado no Atlético, pede desculpas e afirma que pensou em parar de jogar

Postado em: 13-02-2020 às 15h55
Goleiro já está regularizado e liberado para atuar pelo Atlético - Foto: Paulo Marcos/ACG

Felipe André

Após um longo tempo de esperar, o goleiro Jean foi apresentado na tarde desta quinta-feira (13), no Centro de Treinamento do Dragão. O atleta já está regularizado e ficou no banco de reservas pela primeira vez na Copa do Brasil, quando o Atlético venceu o União Rondonópolis, fora de casa. Com a presença de lideranças feministas e que encabeçaram um protesto contra a chegada dele na primeira rodada do Campeonato Goiano, o goleiro disse estar arrependido do acontecido, mesmo que não possa falar totalmente da situação, por problemas jurídicos.

Em dezembro, Jean foi acusado pela até então mulher Milena Bemfica de ter a agredido enquanto o casal, juntamente com as filhas, passava férias em Orlando, na Flórida-EUA. O processo segue correndo, mas a promotoria da Flórida pediu para que fosse arquivado.

“Vocês tomaram conhecimento de coisas pessoais da minha vida desde dezembro. Infelizmente durante esse tempo eu estava impossibilitado pela justiça americana de falar, tocar no assunto e me referir direta ou indiretamente a minha ex-mulher, por isso eu não vim falar com a imprensa antes. Antemão quero pedir desculpas pelo meu erro, toda história tem dois lados, mas isso não justifica a agressão. Se eu estivesse certo em algum momento, tenho certeza de que fique totalmente errado. Não estou dizendo que por a história ter dois lados, que eu estou certo em agredir. Foi uma reação que eu tive, mas que nunca tinha tido antes. Não sou esse menino agressor, quem me conhece sabe de toda a minha história e se surpreendeu com o que aconteceu. Tem coisas que só poderei falar em breve. Peço desculpa para as todas mulheres que se sentiram ofendido de alguma maneira comigo, não sou esse monstro que a imprensa fez de mim. Estou muito arrependido do que fiz”, disse o goleiro Jean.

Durante a coletiva, o goleiro Jean admitiu que pensou em parar de jogar quando foi “atacado” nas redes sociais. O atleta que em diversos momentos citou as filhas durante a entrevista, ressaltou que só permaneceu atuando por conta das duas meninas que tem, com a ex-mulher.

“Eu pensei em parar de jogar, quando estava sendo atacado por todos os lados, pessoas me julgando, me xingando, em tons agressivos e até com ameaça de morte. Pensei sim em parar de jogar, cheguei a comentar com o empresário, com as minhas famílias. Sofri bastante, ainda estou sofrendo. Eles me perguntaram o que eu sabia fazer, eu não soube responder, perguntaram o que fez me dar sustento para a minha família e minhas famílias, eu respondi que foi o futebol. É a única coisa que sei fazer. Se eu fosse sozinho na vida eu teria parado de jogar, mas tenho minhas famílias e preciso dar alimentação e educação do bom e do melhor para elas, por isso eu não parei de jogar bola”, desabafou Jean. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar