Coluna

Associação militar em rota de colisão com comando da PM

Publicado por: Venceslau Pimentel | Postado em: 30 de agosto de 2021

Sete entidades militares se uniram para tentar alterar o texto do projeto que o governo enviou à Assembleia Legislativa, que endurece as regras de concessão de promoção por ato de bravura. Entre elas está a que veda promoção de subtenente ao posto de 2º tenente. O movimento é encabeçado pelo presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos de Goiás, Luiz Cláudio Coelho de Jesus. Ele diz que essa proibição, além de inconstitucional, por ferir princípios da igualdade, isonomia, razoabilidade e, principalmente, quebra um dos pilares que sustentam a corporação, que é a hierarquia”. A proposta partiu do comandante-geral da PM, coronel Renato Brum. O presidente da Alego, Lissauer Vieira, já foi acionado para que o projeto seja alterado antes de ir à votação em plenário. 

Sem convite 

Sargento Cláudio de Jesus sustenta que as entidades da PM não foram consultadas quando da formatação do anteprojeto de lei, elaborado pelo comando da corporação. 

Na balada 

O filho do presidente Jair Bolsonaro, Jair Renan, aproveitou a estadia do pai, em Goiânia, para participar de uma festa clandestina, que foi interditada pela fiscalização. Ao menos 1 mil pessoas estavam no espaço do evento. 

Novo foco 

Depois de incentivar o PSDB a buscar unir a oposição, o PL da deputada federal Magda Mofatto faz agora nova investida, desta vez com o prefeito Gustavo Mendanha (MDB), que está em rota de colisão com Daniel Vilela. 

Ação no STF 

A Procuradoria-Geral da República questiona junto ao STF a equiparação salarial entre auditores e conselheiros do Tribunal de Contas do Estado, e outros 15 órgãos de contas no país.   

No entorno 

De forma estratégica, o PSDB realizou encontro regional em Valparaiso, no Entorno do Distrito Federal, região em que o governador Ronaldo Caiado tem visitado com muita frequência em reuniões políticas com prefeitos. 

Na bronca 

O diretório do Democratas de Aragarças está na bronca com a aproximação do partido com o MDB, porque diz ter sido proibido de fechar aliança com o partido de Daniel Vilela, nas eleições de 2020. 

Divergência 

Enquanto o senador Vanderlan Cardoso (PSD) tenta minimizar a sanha de Jair Bolsonaro em esticar a corda contra o Congresso e o Supremo, o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, diz que as ameaças do presidente beiram o ridículo.  

Confronto  

Realizado há 26 anos, o movimento Grito dos Excluídos, que acontece sempre no dia 7 de setembro, poderá ter embate com manifestações de apoio ao presidente Jair Bolsonaro. As forças de segurança já estão se mobilizando para evitar embate  

CURTAS 

– Está em fase de discussão e votação única, na Alego, o projeto que trata das contas do governo referentes a 2020, que é pela aprovação, mas com algumas recomendações expostas pelo relator Sebastião Tejota. 

Compartilhe: