Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

Baldy adia posição sobre ministério de Bolsonaro

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 10 de novembro de 2018

Focado na agenda de inaugurações de
obras e programas do Ministérios da Cidades, Alexandre Baldy se esquiva quando
o assunto é sobre o ministério de Jair Bolsonaro. “Esse assunto ainda não
podemos falar. Nós estamos no Ministério até o dia 31 de dezembro”, disse
à 
coluna Xadrez, ao sair, ontem, do ato de lançamento do Certificado
de Registro e Licenciamento de Veículo Digital, no Palácio Pedro Ludovico
Teixeira. Ele disse desconhecer qualquer cogitação em torno de seu nome. “Eu
não posso falar sobre o futuro, sendo que eu tenho uma função muito honrosa
para trabalhar no presente”. Discussão sobre a formatação do ministério de
Bolsonaro fica então para janeiro. “Tenho que cumprir minha função, minha
obrigação, até o dia 31, com muita honra, com muita alegria. E deixar para o
mês de janeiro aquilo que for do futuro”, pontuou.

Talento

Continua após a publicidade

No encontro de ontem com o ministro
Alexandre Baldy, o governador José Eliton disse que ele faz parte dos novos
talentos da política brasileira, e que ele ainda pode exercer papel importante
para a modernização do Estado brasileiro.

Amistosa

Presidente do Diretório Estadual do
PP, Alexandre Baldy diz que a relação do partido com o governador eleito
Ronaldo Caiado (DEM) “será muito boa”. Pelo bem do democrata e de Goiás.

Reajuste de servidor da prefeitura de
Goiânia fica fora da folha

Como a Câmara de Goiânia não apreciou
ontem o veto do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), a emenda que previa o
pagamento retroativo da data-base dos servidores da prefeitura de Goiânia, a
categoria corre o risco de ficar sem o reajuste. O alerta foi feito pelo
vereador Tiãozinho Porto (PROS), líder do prefeito. Iris vetou a emenda e
enviou à Câmara um novo projeto de aumento salarial, parcelando o pagamento em
seis vezes, e não em oito como previa a proposta anterior. Mas sem
retroatividade. O veto estava constava da pauta da sessão, mas não havia quórum
suficiente para votá-lo. Os ausentes, em sua maioria, eram formados por
vereadores da base de apoio ao Paço. O veto deverá ser apreciado só na próxima
semana. Com isso, o reajuste não entrará na folha deste mês dos servidores, de
acordo com Tiãozinho Porto.

CURTAS

-Nova linha de crédito a microempreendedores goianos que trabalham com transporte escolar será anunciada dia 20, pelo presidente da GoiásFomento, Alexandre Tocantins, e o governador José Eliton.

-Durante a campanha eleitoral, ao menos 236 candidatos, de 28 partidos diferentes, acionaram a Justiça durante a campanha para excluir algum tipo de conteúdo da internet.

-Conciliadores e mediadores que atuam no Judiciário estadual referentes ao exercício de 2018 deverão receber valores devidos pelo Estado. A determinação, por meio de liminar, é da juíza Zilmene Gomide da Silva Manzolli, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Goiânia.  

Judicialização

Caso o veto do reajuste retroativo da
data-base dos servidores da prefeitura de Goiânia seja mantido, o caso pode ser
judicializado, alertou a vereadora tucana Cristina Lopes.

Honraria

Homenageado em evento do Comando de
Operações Especiais, o governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) agradeceu a
honraria, pelo Dia Oficial da Reserva, durante desfile da tropa de oficiais da
reserva. O senador Wilder Morais também prestigiou o evento.

Compromisso

Em evento em São Paulo, na última
quinta-feira, o deputado federal eleito Glaustin da Fokus (PSC) reforçou
compromisso de representar na Câmara Federal os supermercadistas. Michel Temer
e o ministro Carlos Marun estavam presentes.

OAB no interior

Candidato à reeleição, o presidente
da OAB-GO, Lúcio Flávio, faz compromisso com colegas que militam no interior,
de levar os serviços da Procuradoria de Prerrogativas para as subseções,
através de regionais.

Cibernético

A Assembleia Legislativa pode aprovar,
na terça-feira, 13, projeto de lei que institui semana estadual de combate aos
crimes na internet, da deputada Isaura Lemos (PCdoB).

Protesto

Partido
Novo mobiliza filiados e apoiadores que são contra o aumento salarial aprovado
pelo Supremo Tribunal Federal que favorece a magistratura. Ato é neste domingo,
na Praça dos Três Poderes, em Brasília.