Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Coluna

Composição da base de Caiado racha PSL em Goiás

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 16 de junho de 2019

Depois de estar entre os primeiros partidos a oficializar
apoio à candidatura do então senador Ronaldo Caiado (DEM) ao governo de Goiás,
agora a participação na base do governador é o fundamento de rachadura interna
no PSL. O partido do presidente Jair Bolsonaro é presidido em Goiás pelo
deputado federal delegado Waldir, que já definiu à Coluna a diferença entre o
apoio na campanha e a indiferença no governo, já que, segundo ele, “o
governador não chamou o PSL para participar da administração”. No entanto, o
outro federal da sigla, líder de Bolsonaro na Câmara, Major Vitor Hugo, tem
visão divergente: “Conversei com o delegado, mas de maneira respeitosa vou
divergir dele. Mantenho meu apoio ao governador, que tem feito um grande
esforço para modificar a realidade goiana”, afirma o major também em relação à
composição de forças aliadas para as disputas em 2020.

Isolamento

Além de Vitor Hugo, os dois deputados estaduais do PSL têm
divergido frontalmente das manifestações de Waldir. Paulo Trabalho e Humberto
Teófilo estão entre os mais fiéis a Caiado na Assembleia Legislativa.

Continua após a publicidade

Dois lados

Ainda estranho a Goiás, apesar da eleição com 31 mil votos,
o major inicia trabalho para estabelecer e ampliar bases na eleição municipal
do próximo ano. E o faz em parceria com Waldir (que teve 274 mil votos).

Foco divido

“Fico entre o mandato voltado para Goiás e a liderança na
Câmara, que tem abrangência nacional, mas estou começando”, afirma. Vitor Hugo
tem se aproximado de bases em Aparecida de Goiânia.

Barateamento

As propostas para desoneração da tarifa do transporte
coletivo na Região Metropolitana de Goiânia serão apreciadas hoje em reunião da
CDTC. Os cálculos apontam passagem de até R$ 2,85.

Investimentos

São citadas fontes como taxa sobre aplicativos de transporte
e parquímetros, mas a principal seria aumento no licenciamento de veículos (de
R$193 para R$257). O novo fundo de transporte teria R$ 256 milhões anuais.

Opções

Estão na mesa propostas para manter a atual tarifa ou
reduzir poucos centavos, para garantir investimentos. Prefeitos concordam.
Resta o convencimento ao governador Ronaldo Caiado, que enviaria projeto à
Alego.

Meta pessoal

Há 75 dias no cargo, o presidente da CMTC, Benjamin Kennedy,
tem meta de resolver a questão até os 100 dias. Para valer em 2020, o aumento
no licenciamento tem de ser sancionado até setembro.

Fases

A revitalização da Praça do Trabalhador deve durar cinco
meses. Depois, virão licitações para a Avenida Leste Oeste, com viadutos sobre
BR-153 e Marginal Botafogo.

CURTAS

– Deputados baterão ponto no palácio até quarta-feira (19).
Estão de olho em cargos antes da sanção da reforma administrativa.

– O governador do Rio, Wilson Witzel, sugeriu explodir
traficantes armados com míssil. Muito articulado, né?

– Tribunal de Justiça, MP e Defensoria têm unido
forças para verificar condições do sistema Socioeducativo em Goiânia.