Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Coluna

Daniel Vilela resgata o antigo protagonismo do “velho MDB”

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 26 de dezembro de 2023

Sem discursos inflamados e aparições superlativas na mídia, o presidente do MDB em Goiás e vice-governador, Daniel Vilela, recoloca o partido como um dos principais protagonistas nas eleições para prefeitos e vereadores em 2024 e ao governo em 2026. Aos poucos, o vice-governador reconstrói o “velho MDB”, um gigante que estava adormecido e que ostenta a marca de ter o maior número de prefeitos, vereadores e filiados em Goiás. Mesmo com este capital político e uma história de gestões exitosas, o protagonismo era tímido e gerava pouca expectativa de poder. Daniel mudou essa história ao validar o ciclo político de centro-direita e se aliar ao governador Ronaldo Caiado pouco depois de sua derrota eleitoral em 2018. Este gesto inaugurou um ciclo virtuoso no MDB, sinalizando que é possível fazer diferente, dando esperanças de crescimento e prosperidade aos goianos. Na prática, o gesto de humildade de Daniel provou que o “adversário de ontem pode ser o aliado de hoje”. Ele e Caiado formam uma dupla afinada nos discursos e projetos para Goiás, não só como aliado funcional, mas, sobretudo, aprofundando o conhecimento da máquina pública. Paralelamente, Daniel trabalha para reconduzir à legenda lideranças históricas, como o prefeito de Catalão, Adib Elias, o ex-prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, o prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale, Renato de Castro, entre outros. Até os adversários reconhecem que o MDB é uma máquina eleitoral presente nos 246 municípios goianos.

Paula Belmonte perde o Cidadania

Como a coluna havia antecipado, o clima entre a deputada distrital e agora ex-presidente do Cidadania do Distrito Federal, Paula Belmonte, é de tempestades e ventos fortes. O diretório sofreu intervenção e o ex-secretário de Educação do DF, Marcelo Aguiar, assumiu o comando do partido.

Continua após a publicidade

Virada à esquerda

Dois fatos precipitaram a saída da deputada distrital Paula Belmonte do Cidadania. O primeiro é que a legenda trabalha para dar uma guinada à esquerda e formar um bloco como PSB e PDT. E o segundo é que o Cidadania quer um caco do poder da dupla Ibaneis Rocha (MDB) e Celina Leão (PP).

Paula à direita

O caminho mais provável da deputada Paula Belmonte é um partido de centro-direita e direita. Ela e o marido, o advogado Luís Felipe Belmonte, tiveram uma longa conversa com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (UB), em um jantar oferecido pelo casal. Paula é conservadora e tem ideias parecidas com a do governador de Goiás.

Foco em Anápolis

Em contato com a Xadrez, o presidente do Instituto Harpia Brasil, ex-deputado federal Vitor Hugo, disse que teve conversa com o ex-presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), que vê Anápolis entre as prioridades em Goiás. “Anápolis é uma das grandes prioridades da direita no Brasil em função do seu imenso potencial em todos os campos. Como cidadão anapolino, fiquei muito feliz com a conversa.”

Desacelere em 2026

A coluna Xadrez deseja a todos os leitores que se alimentam com informações este espaço, principalmente os agentes políticos, que os festejos natalinos nesta segunda-feira (25) sejam de comunhão e reflexões, com menos “pé na jaca e mais temperança”. Procure desacelerar para escapar da voracidade da sobrevivência que não permite saborear a vida. Quanto mais lento for o tempo, melhor para pensar no papel de cada um na sociedade. (Especial para O Hoje)