Coluna

Deputada petista apresenta propostas sobre segurança a Caiado

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 20 de outubro de 2018

Garantida na oposição ao governador eleito, Ronaldo Caiado
(DEM), a deputada  estadual reeleita,
Adriana Accorsi (PT), não pretende entrar em confrontos diretos com o senador.
Muito pelo contrário. A ex-delegada geral da Polícia Civil, com atuação
destacada na defesa dos direitos das mulheres, crianças e adolescentes,
pretende apresentar propostas detalhadas ao novo governo para atuação no
combate aos feminicídios em Goiás. O estado é o segundo no ranking nacional
deste tipo de caso, que ainda sofre com a subnotificação. “Já entrei em contato
com o governador eleito. Conversei com ele e quero apresentar um plano
emergencial de combate à violência contra a mulher em Goiás, para que mulheres
e meninas tenham suas vidas protegida. É o que precisamos fazer de forma
urgente”, afirma a deputada. A bancada feminina na Alego caiu pela metade para
a próxima legislatura, restando apenas Adriana e Lêda Borges (PSDB). “É um
retrocesso e nossa responsabilidade é muito maior no combate a essa cultura
machista arraigada no estado”, aponta a petista.

Propina

A Polícia Federal apontou, no relatório final do inquérito
dos portos, indícios de que o presidente Michel Temer recebeu R$ 5,9 milhões de
propina das empresas Rodrimar, Grupo J&F e Libra. Os repasses viriam em doações
oficiais e em espécie.

Contrapartida

A PF concluiu que Temer editou o Decreto dos Portos, em maio
de 2017, com “desvio de finalidade, favorecendo indevidamente empresas e
empresários do setor”. O ex-assessor Rodrigo Rocha Loures (MDB) foi o
“interlocutor”.

Centrão pragmático

A disputa pelo comando da Câmara dos Deputados já causa
atritos entre o PSL do deputado Jair Bolsonaro (RJ), líder nas pesquisas de
intenção de voto para a Presidência, e o bloco conhecido como Centrão, fiel da
balança nas votações da Casa. Dirigentes do grupo formado por DEM, PP, PR, PRB
e Solidariedade dizem que, se Bolsonaro for eleito e quiser “atropelar” o
centro, enfrentará forte oposição desde o início do mandato. Na prática, o fato
é que o sistema é pragmático e, apesar da renovação no Congresso, a forma
baseada nas barganhas e no fisiologismo seguirá dando as cartas. Na tentativa
de amenizar o mal-estar, o senador eleito Major Olímpio, presidente do PSL
paulista, afirmou que o assunto não está sendo objeto de discussão. “O
importante é ter um alinhamento que dê solidez ao futuro governo”, afirmou.
Antes ele havia confirmado disposição do PSL para indicar o deputado Eduardo
Bolsonaro (SP) à presidência da Casa. As articulações do PSL irritaram o
Centrão, já que a maioria do bloco apoia a recondução de Maia ao cargo de
comando.

CURTAS

Economia – O
pagamento do 13º salário deve injetar R$ 211,2 bilhões na economia brasileira
até dezembro. O valor representa 3% do PIB.

Dívidas – Cerca
de 84,5 milhões de trabalhadores do mercado formal devem receber o recurso,
normalmente utilizado para quitar dívidas, segundo o Dieese.

Procurado – Presidente
do PROS, Eurípides Júnior segue entre os alvos da Operação Partialis, da
PF e da Receita Federal, contra desvios na compra de medicamentos.

Novo orçamento

O governador eleito, Ronaldo Caiado (DEM), terá reunião com
o presidente da Assembleia Legislativa, José Vitti (PSDB), na próxima
quarta-feira (24). A conversa abordará o orçamento impositivo e a viabilidade
de aplicação em 2019.

Lados

“Todos os assuntos serão discutidos, inclusive o Orçamento
Impositivo. Eu não anteciparia uma decisão sobre este assunto, que é
prerrogativa do Legislativo”, afirmou Caiado. Vitti espera que a decisão fique
para a próxima legislatura.

Cancelado

O Tribunal de Contas do Estado suspendeu licitação para
parceria público privada (PPP) na Iquego, que seria aberta na última semana. A
suspensão já havia sido determinada pelo conselheiro Sebastião Tejota.

Mérito

As irregularidades apontadas incluem falta de clareza e
precisão na definição do objeto, ausência de estudos e projetos que detalhem os
investimentos esperados, inadequação dos medicamentos a serem contratados.

À disputa

O advogado Alexandre Ramos Caiado confirmou candidatura à
presidência da OAB/GO nas eleições que ocorrerão no dia 30 de novembro. A
composição da chapa é discutida com profissionais da Capital e do interior para
ampliar a representatividade.

Só digital

A Assembleia Legislativa aprovou projeto que permite a
publicação de editais de novos concursos em Goiás apenas no diário de cada
órgão e no respectivo site. A intenção é evitar os cursos de publicação no
Diário Oficial do Estado.

 

Compartilhe: