Coluna

Deputado defende criação de “conselho político” na base

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 10 de março de 2020

O deputado federal José Nelto defende a criação de conselho
político para executar a avaliação interna de candidaturas na base de Ronaldo
Caiado (DEM) contra a “pulverização” de aliados nos principais municípios, como
definiu o governador no fim de semana. O parlamentar, presidente regional do
Podemos, aponta que os presidentes de partidos deveriam ter assento no
conselho, que deverá ser acionado, principalmente, no fim da pré-campanha,
próximo ao prazo de convenções. Até lá, todos teria oportunidade de estruturar
projetos próprios. “O candidato para representar a base do governo tem que
estar bem e o critério é ele estar bem nas pesquisas. Se não estiver bem cotado
e não tiver apoio popular, já nasce como uma candidatura morta”, define o
deputado, que ainda apresentará a ideia de formação de conselho político com
dirigentes ao governador.

Pague imposto

Caiado vetou projeto aprovado pela Alego no fim de 2019 que
determinaria isenção de ICMS para a Universidade Federal de Goiás (UFG). O
governador considerou argumentos da Secretaria de Economia e PGE para a
decisão.

Intenção

O texto de autoria do deputado Vinícius Cirqueira (PROS) foi
encampado pela universidade e prevê suspensão da cobrança do imposto sobre o
serviço de fornecimento de energia elétrica pelo período de quatro anos.

Argumentos

O veto aponta que a matéria prevê renúncia de receita por
parte do executivo, que ainda aponta “busca pelo equilíbrio das contas” e “difícil
situação financeira”.

Data definida

O Conselho da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/GO) marcou
para dia 25 deste mês a escolha dos seis nomes a serem indicados para vaga de
desembargados do Tribunal de Justiça. Disputa segue tão silenciosa quanto
intensa.

À frente

O presidente da OAB, Lúcio Flávio Paiva, promete entregar no
dia seguinte a lista sêxtupla ao TJGO, que deverá marcar para 15 dias depois da
votação interna entre desembargadores para escolher os três que irão à
indicação do governador.

Pressão

A bancada goiana em Brasília mantém pressão sobre o relator
do Plano de Equilíbrio Fiscal (PEF), deputado Pedro Paulo (DEM/RJ). Querem logo
o parecer para incluir a flexibilização do Regime de Recuperação Fiscal (RRF).

Tempo urge

A líder, Flávia Morais (PDT), garante acompanhar “de perto”
para “vencer o prazo da liminar do STF, dia 6 de abril”. As mudanças
permitiriam a adesão de Goiás ao regime.

Cobrança direta

Depois de valorizar a presença do presidente Jair Bolsonaro
em Goiás por seis vezes em 2019 – e torcer para que ele esteja aqui 12 vezes
neste ano, o governador soltou cobranças ao ministro do Desenvolvimento
Regional, Rogério Marinho.

CURTAS

– Caiado insiste para a recuperação de rodovias. O ministro
garantiu esforço para atender as demandas, via Codevasf.

– A União tem pronta proposta de mudança no ICMS, que poderá
ser enviada ainda nesta semana ao Congresso Nacional.

– O presidente Bolsonaro reconheceu que governadores devem
dificultar a tramitação de projeto de reforma do imposto.

Compartilhe: