Segunda-feira, 15 de abril de 2024

Coluna

Eduardo Leite: “O PSDB precisa saber qual é seu lugar na política”

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 08 de fevereiro de 2023

A pergunta recorrente nas hostes políticas é sobre o futuro do PSDB em Goiás e no País. A legenda conseguirá surgir das cinzas ou caminha para ser uma legenda ‘nanica’? Vai fundir com outra legenda como tem sido ventilado na mídia? Essas indagações fazem parte das preocupações do novo presidente nacional dos tucanos e governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. Na terça-feira (7) a Xadrez conversou com ele sobre os desafios que o partido tem pela frente. Entre eles, o risco de ser transformada numa sigla inexpressiva. “A nossa principal ação neste momento é reorganizar e reposicionar o partido. Antes de mais nada, precisamos definir qual será a nossa agenda, qual é o nosso lugar na política brasileira atual e qual será a nossa identidade a partir de agora”, diz Eduardo. Para ele, esse não é um processo simples, envolve uma reflexão interna profunda e muita discussão. “Vamos trabalhar para que, em 2024, o PSDB defenda o programa partidário e o projeto de país que vai emergir a partir dessa reflexão e do reposicionamento da legenda”. No caso de Goiás, onde os tucanos envelheceram, não teve renovação e perderam muitos aliados, Leite garante que, a partir do reposicionamento do partido, ou seja, sair do discurso de que não são petistas e nem bolsonaristas, é possível conquistar eleitores que não votam em Lula ou Bolsonaro.

Mais ação e menos discurso

“O PSDB precisa mostrar ao Brasil o que ele é: identificado com as principais bandeiras da população, como a responsabilidade fiscal e a redução das desigualdades sociais”, garante Leite. O presidente nacional dos tucanos afirma que a legenda tem conectividade com boa parcela da sociedade e lideranças históricas. “Não tenho dúvidas de que, a partir desse processo, teremos condições de ampliar a nossa base, renovar lideranças e conquistar ainda mais espaço no debate político nacional”.

Continua após a publicidade

Fortaleza atento

A movimentação do prefeito de Aparecida, Vilmar Mariano (Patriotas) em direção ao MDB do vice-governador Daniel Vilela, acendeu a luz vermelha na sla do presidente da Câmara de Vereadores de Aparecida, André Fortaleza (MDB). Se o prefeito for para o MDB, eu deixo a legenda e busco outro caminho”, disse à Xadrez.

Vilmar e Kátia Maria

O presidente do PSD de Goiás, Vilmar Rocha entra em cena aproveitando o bom momento político em que se encontra a legenda no cenário nacional. Na terça-feira (7), sua agenda foi uma visita à vereadora e presidente do PT, Kátia Maria.

Avança Canedo

Em política não existe cedo demais e sim tarde para despertar mentes e corações do cidadão-eleitor, recomenda os politólogos a quem precisa disputar eleição. Ciente desse conceito, o prefeito de Senador Canedo, Fernando Pellozo (PSD) abre, no sábado (11) e vai até domingo (12), a primeira edição dos mutirões, ‘Avança Canedo’.

Simples, mas útil

Com o objetivo de agradar o prefeito Rogério Cruz (Republicanos), o vereador Cabo Sena (Patriota) – na realidade é sargento – cometeu uma indelicadeza na inauguração do Petplace Beija-Flor nesta terça-feira (7). Em sua fala, ele se referiu ao prefeito como “um homem simples que vai até em uma inauguração sem muita importância”. A vereadora Lucíola do Recanto (PSD) contestou o colega, citando que uma obra voltada aos animais “é importante, pois significa respeito aos bichos”.