Segunda-feira, 15 de julho de 2024

Coluna

“Fatores externos” ainda prorrogam IPO da Saneago

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 26 de fevereiro de 2020

Depois de ser suspensa pelo governador Ronaldo Caiado (DEM)
no início do mês, por divergências com o secretário de Desestatizações do
Ministério da Economia, Salim Mattar, a oferta pública inicial (IPO) da Saneago
segue parado por conta de “fatores externos”. A confirmação é do presidente da
estatal, Ricardo Soavinski. Buscada desde a gestão tucana, a venda de 49% da
empresa foi aprovada pela Assembleia Legislativa no fim de 2019 e tem detalhes
sobre o processo sob sigilo, por regras da Comissão de Valores Mobiliários
(CVM) para evitar especulações sobre os valores das ações. “As atualizações
foram feitas, inclusive na Lei e podemos fazer a operação. Claro que depende
muito de um ambiente e fatores externos e tem que aguardar. Fica em stand by até o momento apropriado para
isso”, afirma o presidente, que considera também a apreciação do marco do
saneamento, em Brasília.

Obras mantidas

Soavinski nega que a estatal tenha reduzido investimentos
enquanto espera pela venda de ações. “Teve um decréscimo nos últimos anos, mas
isso foi retomado e estamos licitando várias novas obras”, garante.

Continua após a publicidade

Fechado

Só falta marcar a data de assinatura do novo contrato entre
Saneago e prefeitura de Anápolis. Depois de debate e até críticas do prefeito
Roberto Naves (PP), o vínculo será renovado por mais 30 anos.

Ao mercado

A estatal pagará compensação ao município, relativa aos anos
restantes do atual contrato. A renovação deve pesar positivamente na avaliação
externa da empresa.

No muro

O deputado estadual Karlos Cabral (PDT) ainda que adotará na
eleição em Rio Verde. Como antecipado aqui, é cada vez mais próxima a relação
política, além da administrativa, entre Lissauer Vieira e o prefeito Paulo do
Vale.

Foco

Mesmo sem definição, Karlos estrutura candidaturas
proporcionais com “fortes chapas a vereador”. A afirmação no plural tem motivo:
além da chapa do PDT, o deputado diz ter lista completa em segundo partido, que
prefere ainda não divulgar.

Mais prazo

Principal liderança da oposição em Anápolis, o ex-prefeito
Antônio Gomide (PT) deve esperar até próximo das convenções para dar certeza
sobre candidatura. Não pela articulação política, mas por questão de saúde.

Melhoras!

O deputado estadual passou por cirurgia para correção
auditiva no fim de 2019 e ficou com o lado direito do rosto paralisado, de
forma temporária. Previsão é de que a recuperação ocorra em coisa de quatro
meses.

Máquina tripla

Gomide afirma que o adversário, prefeito Roberto Naves (PP),
se fortaleceu e que conta com o apoio das três máquinas: de Bolsonaro, Caiado e
a própria prefeitura.

CURTAS

– A CPI dos Incentivos Fiscais marcou para a próxima
terça-feira (3) a apresentação do relatório final na Alego.

– O relator, Humberto Aidar (MDB), diz que não deve concluir
por indiciamentos, que  ficarão a cargo
do MPGO.

– A promotora Leila Maria de Oliveira antecipa:
“se não indicar, fica parecendo que a CPI não teve motivo”.