Coluna

Governista admite instabilidade e insegurança na base

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 19 de outubro de 2019

Os capítulos mais que diários da intensa crise no PSL,
partido do presidente da República, Jair Bolsonaro, têm incomodado deputados
federais de outras siglas aliadas ao Palácio do Planalto, principalmente os
ligados ao setor empresarial. Com a confiança de que a troca no comando do País
resultaria em ambiente favorável aos negócios e a geração de empregos, o
deputado Glaustin da Fokus (PSC) admite que a convulsão política paralisa
qualquer recuperação. “Esse conflito traz insegurança para os parlamentares e
para o Brasil. Essa instabilidade afeta diretamente qualquer negócio, inclusive
os novos investimentos externos. A economia segue fragilizada, nós não
crescemos e os índices de desemprego continuam altos. Ou seja, é um desconforto
muito grande”, afirma o empresário à Coluna, que representa diretamente o setor
varejista.

Mundo ideal

Glaustin aponta que as “brigas” internas ao PSL “deveriam
ser concentradas em salas fechadas e de lá saíssem soluções para os problemas,
mas infelizmente o que temos de fazer é esperar cenas dos próximos capítulos”,
diz.

Bola de cristal

O parlamentar ainda afirma que os problemas eram
previsíveis. “Está tendo confusões, mas o presidente tem boas intenções. Só que
o grupo do PSL, quando formado, saiu pegando muita gente no laço”, considera.

Saída

O deputado estadual Lucas Calil (PSD) deixou o PSL há dois
anos e agora critica às distância “vigaristas, falsos moralistas, oportunistas
e pseudos liberais”.

Protocolo

O projeto para instalação do regime de subsídios para
salários de servidores de Goiânia, antecipado pela Xadrez, deverá ser
finalizado pela Secretaria de Finanças até o fim do ano, para logo depois
chegar à Câmara Municipal.

Impacto

O secretário de Finanças, Alessandro Melo, conta com o apoio
expresso do prefeito Iris Rezende (MDB), que tem a intenção de solucionar
problemas da gestão a longo prazo. O diálogo com categorias será aberto.

Correção

A 5ª Câmara Cível concedeu liminar favorável ao procurador
de Contas do Estado Fernando Carneiro, que havia sido afastado do cargo depois
da anulação de concurso público realizado há 20 anos pelo TCE-GO.

Argumentos

A decisão do juiz relator Maurício Porfírio Rosa mostra que
não é possível manter o afastamento, já que a nomeação foi feita pelo então
governador do Estado e a decisão, portanto, caberia ao chefe do executivo.

Resultado

Números de 2018, último ano da gestão do PSDB, registram
queda de três posições de Goiás no Ranking de Competitividade, do Centro de
Liderança Pública (CLP).

CURTAS

– O vice, Lincoln Tejota, foi à apresentação do ranking e
defende “mudanças no modelo de gestão” para subir na lista.

– Na agenda de comemorações dos 86 anos de Goiânia, a
prefeitura realiza Mutirão na região da Praça do Trabalhador.

– A Câmara realiza audiência sobre afogamentos de crianças.
Será na segunda-feira, às 9h, por iniciativa de Emilson Pereira.

Compartilhe: