Coluna

Governo rejeita crise interna e garante integração

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 24 de setembro de 2019

O governador Ronaldo Caiado (DEM) rejeitou ontem, em
resposta à Xadrez, que seja relevante a insatisfação de líderes de categoria da
Polícia Civil para o trabalho integrado das forças de segurança em Goiás. Como
adiantado aqui, deputados ligados à polícia têm segurado o descontentamento
diante do atendimento à Polícia Militar e a suposta desatenção em relação a
promoções e nomeação de delegados. “Essa interlocução é feita diretamente por
mim, com o secretário (Rodney Miranda), o delegado Odair e o comando da PM.
Todos aqueles que apostavam que não conseguiríamos a integração das polícias
perderam feio. Fomentar essa tese (de rixa entre as polícias) não deu certo no
nosso governo”, define o governador, que admite as demandas ao assumir mais de
140 cidades goianas não têm delegado. “Esse governo não esconde. Não fica
maquiando”.

Provocação

Caiado usou o tema da segurança para retomar críticas às
gestões tucanas. “Existe um jeito de governar sem pensar em projeto político
pessoal e muito menos enriquecimento ilícito, conforme foi prática durante
muitos anos”.

Aval

A implantação do modelo de educação cívico-militar do
governo federal em duas escolas de Goiás foi aprovada em audiências realizadas
em Águas Lindas e Valparaíso.

Tudo ok

Os resultados foram registrados em ata de votação, que
contaram com a participação de pais, alunos e integrantes da comunidade
escolar. A aprovação foi pautada pela busca local por mais segurança.

Projeto

Começou a tramitar na Assembleia Legislativa a PEC que cria
o sistema de monitoramento e avaliação de políticas públicas em Goiás, de
autoria do deputado estadual Hélio de Sousa (PSDB).

Duplo esforço

Além do texto estadual, a mesma proposta foi apresentada
como emendas à Lei Orgânica do Município de Goiânia, pelo vereador Andrey
Azeredo (MDB). O texto prevê formas de monitorar os recursos e políticas
públicas.

Origem

O sistema surgiu de iniciativa do professor e cientista
político Robert Bonifácio, em conjunto com os orientandos Victor Hugo Gomes
e Lucas Velasco. Audiência pública sobre o tema ainda será marcada.

Outro momento

Durante discurso ontem em Goiânia, alem de se esquivar de
polêmicas, o ministro Sérgio Moro comemorou redução nos números de homicídios
em Goiás e no Brasil. Disse que a diminuição é resultado de “mudança de
discurso”.

Defesa

O presidente da
Adial Goiás, Otávio Lage Filho, afirmou ontem na CPI dos Incentivos Fiscais, da
Assembleia Legislativa que a investigação “retarda investimentos em Goiás”.

CURTAS

– A relatora do Plano Diretor, vereadora Cristina Lopes (PSDB),
debateu ontem o projeto com o segmento do Turismo.

– A conversa também contou com a Prefeitura de Goiás e tratou
das estratégias de desenvolvimento do setor.

– A desoneração da tarifa deve receber último
aval no governo para chegar ainda nesta semana à Alego. 

Compartilhe: