Coluna

Janela partidária não causa trauma à base de José Eliton

Publicado por: Sheyla Sousa | Postado em: 07 de abril de 2018

O governador Marconi Perillo (PSDB) não considera que as
mudanças de partido de políticos durante a janela partidária, que se encerra
hoje, não causou traumas ou grandes perdas na base coordenada, a partir de
agora, pelo vice-governador e pré-candidato José Eliton (PSDB). Dos 41
deputados estaduais, 13 decidiram trocar de sigla, sendo que apenas três
deixaram a base aliada e aderiram à oposição, mais especificamente o DEM. “Esse
é um momento de muito desespero e preocupação pessoal de cada um em relação a seu
projeto futuro. Ninguém quer perder. Então, alguns têm problemas locais.
Trabalhei para ter sempre todo mundo junto, mas quando chega próximo das
eleições as pessoas pensam em seus projetos. Não é um problema com o governo em
si”, afirma o governador. Álvaro Guimarães e Dr. Antônio deixaram o PR e foram
para o DEM, mesmo destino do ex-tucano Iso Moreira. “Tem gente vindo pro PSDB,
tem gente que estamos segurando. No final, a conta é de equilíbrio”, calcula o
agora ex-governador.

Interna corpus

Mudaram de partido, mas ficaram na base: Eliane Pinheiro (do
PMN para o PSDB), Carlos Antônio (PSDB-PTB), Jean Carlo (PHS-PSDB), Lincoln
Tejota (PSD-PROS), Lucas Calil (PSL-PSD), Simeyzon Silveira (PSC-PSD).

Outro lado

Já Humberto Aidar (PT-MDB) e José Nelto (MDB-Podemos),
trocar de legenda, mas continuam na oposição. Cláudio Meirelles (ex-PR) e Diego
Sorgatto (PSB) pretendem aproveitar o limite do prazo para comunicar decisão.

Prazo para chapa

A senadora Lúcia Vânia (PSB) aponta que o PSB não deve
antecipar a definição da chapa majoritária da base aliada. Segundo a senadora,
o momento ainda é de manter o diálogo e ouvir a opinião dos líderes parceiros.
A chapa deverá estar definida em pouco mais de um mês. “Estamos ainda na fase
de conversação, todos os partidos estão se movimentando, cada partido tem seus
interesses que precisam ser acomodados, a gente não pode fechar essa chapa com
antecedência, é preciso que haja ainda muita conversa. Agora, a partir de
amanhã é um novo momento, em que o governador Marconi Perillo vai poder também
participar dessas discussões. Acredito que dentro de 40 dias teremos a chapa
montada”, afirmou. Apesar da aproximação recente e do aparente compromisso com
a pré-candidatura de José Eliton, Lúcia ainda considera “conversar com todo
mundo”. “Vamos buscar acomodar os interesses de cada um, sem desprezar ninguém:
cada parlamentar, cada líder político tem o seu valor, que precisa ser
reconhecido e amparado”.

CURTAS

Agenda – José
Eliton toma posse do cargo de governador às 10h, na Assembleia Legislativa, e
Marconi realiza a transferência do cargo, às 11h, no Palácio.

Nova marca – A
equipe do novo governador considera fundamentais os primeiros 30 dias de gestão
e a primeira reunião do secretariado ocorre neste domingo, às 16h.

Planejamento
Diante dos transtornos causados pelas chuvas nesta semana, o CAU/GO reafirma:
aumentar áreas permeáveis é questão de segurança pública.

Jeitinho

Há políticos em Goiás que consideram um jeitinho para mudar
de partido depois do fim do prazo da janela partidária, previsto para se
encerrar hoje.

Como faz?

O ajeitamento funcionaria assim: os partidos devem comunicar
as filiações realizadas no prazo até o próximo sábado (13). Sendo assim, há
quem considere registrar a filiação até sexta-feira, com data falsa retroativa
ao dia 7. Lembrando: é crime.

Na Justiça

O vereador Elias Vaz (PSB) vai protocolar na justiça, na
próxima segunda-feira (09), pedido de mandado de segurança contra a nomeação de
Aristóteles de Paulo e Sousa Sobrinho para a presidência da Comurg.

Exigência

A emenda, de autoria do vereador de oposição foi aprovada
pela Câmara Municipal e determina que antes de assumir o cargo, qualquer
indicado para empresas públicas passe por sabatina dos vereadores.

À disposição

A ex-deputada federal Raquel Teixeira confirmou que deixa o
comando da Seduce para ficar disponível para o projeto político liderado por
Marconi Perillo e José Eliton. Marcos das Neves, atual superintendente
executivo, assume interinamente a pasta.

Segue tucana

Raquel também declarou que permanece filiada ao PSDB. “Tenho
compromisso com esse grupo político e compromisso de vida, que é a luta pela
educação”, declarou. Nos bastidores, Raquel busca vaga de vice-governadoria.

 

Compartilhe: