Quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

Coluna

Legado de Caiado será equilíbrio fiscal e combate à pobreza

Publicado por: Wilson Silvestre | Postado em: 06 de dezembro de 2022

Governantes de um modo geral, seja prefeito, governador ou presidente da República, tendem a focar seus períodos de governança em obras físicas, dando preferência as que saltam aos olhos dos que transitam entre elas. Mas, em tempo de vacas magras em que passa o país, esse modelo de gestão está um pouco fora de uso, salvo exceções de obras vitais para a população. Esse conceito foi adotado pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (UB), a partir de 2019. A primeira ação ao longo dos dois primeiros anos foi recuperar o equilíbrio fiscal, crucial para investir em saúde, educação, segurança e rede de proteção social. Graças uma condução administrativa sem corrupção, adotada por Caiado e a sinergia entre ele e a secretária de Economia, Cristiane Schmidt, aos poucos o governo voltou aos trilhos da credibilidade fiscal e junto à população. Agora, o grande desafio a partir de janeiro de 2023, são os investimentos em eixos estruturantes como saneamento básico e infraestrutura, mas sobretudo, nos goianos que mais necessitam da ação social do estado. Caiado e a primeira-dama Gracinha trabalham para que o ‘Bem’ não seja só um mote de governo, mas a efetiva inclusão de crianças e jovens que estão em situação vulnerável em Goiás. Este tem sido o recado que ambos imprimem em suas ações e que será o maior legado dos governos de Ronaldo Caiado e sua face social, Gracinha Caiado.

Ação breca aumento

Após ouvir o clamor dos prefeitos do Entorno e os protestos da população, Ronaldo Caiado foi rápido e ajuizou ação no Supremo que, imediatamente, concedeu liminar suspendendo o reajuste nas passagens de ônibus entre o Entorno e Brasília. Caiado reclamou, com razão, que nem ele e prefeitos foram consultados para participar das discussões.

Continua após a publicidade

Força do ‘fundão’

Bolsonaristas abrigados no União Brasil resistem a embarcar numa aliança com o PT, mas pessoas próximas ao presidente da legenda, Luciano Bivar argumentam que a atração da bolada que o UB tem direito no Fundo Partidário, vão ter que se afinar com Bivar.

Antipetista raiz

Parlamentares do chamado campo de esquerda tentam a todo custo tornar a vida do senador eleito, Sérgio Moro (UB), um calvário. Mesmo que Bivar consolide aliança com o governo de Lula, Moro não vai se enquadrar e votar 100% alinhado com sua legenda.

Precatórios em dia

Caiado assumiu o governo em 2019 com dívidas de precatórios ainda do ano de 1997 e já pagou até agora, R$ 1,64 bilhão de precatórios. Esse valor significa 42,5% a mais do que o total de repasses realizados nas duas últimas gestões estaduais. “Nosso compromisso é Goiás ser referência em tudo no país, inclusive no respeito ao dinheiro público”, ressalta Caiado.

Bom exemplo

Alinhado ao Acordo de Paris e em sintonia com os conceitos de uma melhor qualidade de vida para o Planeta, a Votorantim Cimentos anunciou metas mais rígidas de redução das emissões globais de CO2. O objetivo é reduzir em 24,8% as emissões em relação ao ano base 2018, o que está alinhado ao Acordo de Paris.

Pode filmar

Estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) aponta que o uso de câmeras nos uniformes da Polícia Militar aumenta a eficiência das ações policiais. Em Goiás, embora ainda não exista esta ferramenta, a PM assinou um documento que permite que qualquer abordagem seja filmada por testemunhas.